10.2.

ORIGEM DOS PARTIDOS POLÍTICOS

A origem dos partidos políticos no modelo demoliberal. As observações de David Hume (facções unidas pelo afecto, por interesses ou por princípios). Os partidos de criação eleitoral e parlamentar e os partidos de origem exterior ao parlamento: grupos de pressão, clubes ou sociedades de pensamento, estratos sociais párias e movimentos populistas. Partidos nascidos de outros partidos ou de grupos de partidos.

O caso concreto das sociedades de pensamento. A influência da maçonaria na formação dos partidos políticos demoliberais. Origens da maçonaria em Portugal. O Grande Oriente Lusitano e a Carbonária. A cisão de 1914 e o aparecimento do Grémio Luso-Escocês. Do restabelecimento da unidade em 1926, à proibição das sociedades secretas pelo salazarismo (1935).

O modelo norte-americano a partir de 1828. A democracia madisoniana e a democracia jeffersoniana. O populismo.

O modelo britânico, nascido das reformas eleitorais de 1832 (o aparecimento das registration societies) e de 1867 (o aparecimento do caucus). O binómio conservadores (tories)/liberais(wighs). A superação do liberalismo: do trabalhismo à new left.

 O modelo francês (a partir de 1848). A invenção da direita e da esquerda. O republicanismo.

 O modelo alemão do pós-guerra. Os sociais-democratas (SPD), a democracia-cristã (CDU e CSU) e os liberais (FDP). A importância das fundações partidárias alemãs.