-239/-220: Amílcar Barca na península ibérica. Romanos vencem gauleses

 

 

 

Crisipo de Solis

-319/-300 -299/-280 -279/-260 -259/-240 -239/-220   -219/-200 -199/-180 -179/-160

  Linha do Tempo  Séculos I a V

 
   
Cartago cede a Roma a Sardenha e a Córsega (-238).

O rei de Pérgamo detém a expansão céltica na Ásia Menor (-230).

Celtas vencidos pelos Romanos que conquistam a planície do Pó (-229-218).

Guerra de Roma contra os Ilírios (-228).

O primeiro imperador da China. Tra-Zio, ou Tjao Sião, rei dos Qin submete os Zhao/Tchao (-228) e depois os Yan/Yen (-226) e os Wei (-225). Assume-se como Qin Shi Huangdi ou Ch’in Shih Huang-ti, isto é, Primeiro Imperador e Senhor da China Inteira (-221).

Celtas vencem os Gauleses na batalha do cabo de Télamon (-225).

Antíoco III rei Selêucida da Síria (223-187)

Filipe V da Macedónia (-221/-179) e Perseu (-179/-168), seu filho, hão-de ser derrotados pelos Romanos em Pidna.

 
Domínio militar dos Cartagineses (-237-206) que começam a inflitrar-se na Península Ibérica, sob o comando de Amílcar Barca (-290/-228)

Amílcar desembarca em Cádis, a antiga colónia fenícia de Gadir, ou Gades, que, segundo a tradição, terá sido fundada em -1104 (-237).

Cartago, entre -235 e -220, conquista parte da Península Ibérica. Têm como pretexto a exploração das minas de prata da Bética, a fim de poderem pagar indemnização acordada com Roma. Funda-se a cidade de Nova Cartago, Cartagena. Romanos impõem-lhes em -226 a fronteira do Ebro.

Tratado entre Romanos e Cartagineses que se comprometem a não passar o rio Ebro (-228 ou 226).

Roma estende o seu domínio à Gália Cisalpina (-222). 
Crisipo de Solis* dirige a escola estóica (-233).

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009