© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

-329/-320: Revolta de Demóstenes e morte de Alexandre e Aristóteles

 

Alexandre

 

-339/-330 -329/-320    -319/-300 -299/-280 -279/-260 -259/-240 -239/-220 -219/-200 -199/-180 -179/-160

 

  Linha do Tempo  Séculos I a V

 

   
Segunda guerra samnítica em Roma (-327/-304).

O general Ptolomeu é nomeado Sátrapa por Alexandre*. Tornar-se-á rei do Egipto em -305.

Forcas caudinas (-321). Os Romanos são derrotados pelos Samnitas e condenados a passar sob um jugo, depois de lhes retirarem as armas.

Dinastia Maurya na Índia (-321/-181). Dominada pelo budismo.

 

 
Alexandre penetra no vale do Indo (-327). Instala-se, depois, em Babilónia.

Morte de Alexandre  na Babilónia (-323). Morre de febre em Susa, apenas com 33 anos de idade: deixo o meu império ao mais digno; porém, prevejo que os meus amigos hão-de celebrar as minhas exéquia com as armas na mão.

O mundo helénico de Alexandre vai abranger a Gedrósia, com a capital em Pura; o Estado Greco-Bactriano, com a capital em Bactros, integrando também os Maracandos (Samarcanda); o império Parto, com a capital em Hecatômpilo; o Império Selêucida, com Antióquia, Edessa, Susa e Persépolis; a Arménia, com a capital em Artáxata; a Capadócia; o reino de Pérgamo; o Ponto, a Galácia e a Bitínia.

Renascimento dos reinos helenísticos (-323/-275). Destaca-se o general Antígono (-321/-301) em Babilónia e na Capadócia.

Revolta em Atenas, liderada por Demóstenes (-323). Fim da resistência ateniense (-322). Demóstenes refugia-se na ilha de Calauria, onde se suicida, para não se render aos macedónios (12 de Outubro de -322). 
Aristóteles foge de Atenas e refugia-se em Calcis, na Eubeia (-323).

Morte de Aristóteles (-322)  

 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009