© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

-539/-520: Cartagineses vencem os gregos, Zoroastro e Persas no Egipto

 

 

-799/-700  -699/-650  -649/-600 -599/580 -579/-570 -559/-540 -539/-520   -519/-500 -499/-490 -479/-460

 

  Linha do Tempo Séculos I a V

 

   
Fenícia sob o domínio dos Persas (539-333).

Ciro II conquista a Babilónia (-538), conforme as profecias de Daniel. Babilónia passa a mera satrapia do império persa dos Aqueménidas. Permite o regresso dos Judeus à Palestina.

Tirania de Tarquínio o Soberbo, em Roma (-534/-509).

Cambises II (-529/-521), filho de Ciro II.

O Egipto conquistado pelos Persas vencedores batalha de Pelusium (-525).

Cumas bate os Etruscos (-524).

Dario I, genro de Ciro II, rei dos Persas (-521/-486).

 

 
Derrota grega na batalha naval de Alalia (-535).

Vitória dos Cartagineses e dos Etruscos sobre os Gregos da Sicília. Os Cartagineses passam o Estreito das Colunas de Hércules.

Nova tirania de Pisístrato em Atenas (-528/-527). 
Na China, o primeiro dos códigos penais (-535).

Apogeu de Pitágoras (-532).

 

Ésquilo (c.- 529/-c. 456)

A mística de Zoroastro* ou Zaratustra passa a ser a religião do Estado persa.

Apogeu de Buda, na Índia, pregando no vale do Ganges (-525). Neste ano recebe a iluminação e pronuncia, perante cinco ascetas, o sermão de Benares, onde proclama as quatro nobres verdades: a universalidade da dor, a origem da dor, a supressão da dor e os meios que permitem aí chegar.

Pitágoras afirma que a terra é redonda (-520)  

macedonian_empire_336_323

 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009