© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1137: Paz de Tui

 

 

1131 1132 1133 1134 1135 1136 1137   1138 1139

 

Século XI Linha do Tempo    Século XIII

  Afonso VII, rei de Leão e Castela (1126-1157)

Luís VI, rei de França (1108-1137)

Estêvão de Blois, rei de Inglaterra (1135-1154)

 
Papa Inocêncio II (1130-1143)

Imperador Lotário III de Supplimburg (1125-1137). Rei dos Romanos desde 1133.

Luís VII, le Jeune, rei de França (1137-1180)*. Casa com Leonor da Aquitânia que repudia em 1152. De qualquer maneira, marca-se o começo da intervenção dos Capetos no sul de França. Pai de Filipe II, Augusto.

União de Aragão com a Catalunha pelo casamento de Ramón Berenguer IV, conde de Barcelona, como Petronila, filha de Ramiro II, el Monje, de Aragão. Reino de França com nova ameaça a sul.

Morte de Lotário.

Tentativa de aliança de João II de Bizâncio com os alemães contra os Normandos. Impõe o seu domínio ao principado arménio da Cilícia, estabelecido em 1071, e ao principado latino de Antioquia.

 

Ofensiva de Afonso VII em Tui, depois de fazer as pazes com o rei de Navarra.

Paz de Tui (4 de Julho). D. Afonso Henriques desiste dos condados galegos de Toronho e Límia. Juntamente com 150 dos seus cavaleiros, declara-se vassalo perpétuo de Afonso VII, rei dos reis. Os termos do acordo são confirmados pelas Cortes de Valhadolid de Dezembro de 1137, a que D. Afonso Henriques comparece como sinal de submissão. Segue-se Concílio na mesma cidade, a que comparece o cardeal Guido de Vico.

Desastre de Tomar. Investidas mouras contra a região do Nabão.

Começa grande investida cristã contra os mouros (1137-1147). 

Saladino (1137-1193) 

 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009