© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1303: Atentado de Anagni e exomunhão de Filipe o Belo

 

 

1300 1301 1302 1303  1304 1305 1306 1307 1308 1309 1310

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

Filipe IV, le Bel, rei de França (1285-1314)

Eduardo I Plantageneta, rei de Inglaterra (1272-1307)

 
Osman I, sultão dos turcos (1299-1326)   Papa Bonifácio VIII (1294-1303)

Papa Bento XI (Niccolò Boccasini) (1303-1304)

Venceslau ou Vaclav III o Checo, rei da Hungria (1301-1305)

Frederico II (1296-1336), rei de Aragão e da Sicília

Filipe o Belo manda prender o papa. O chamado atentado de Anagni*, fomentado e organizado por Guillaume Nogaret, com o apoio dos Colonna (7 de Setembro).  Chega a apoderar-se da própria pessoa do papa, tomando o castelo onde ele se encontrava, embora acabe por ter que o libertar no dia seguinte, face à pressão de um destacamento dos Orsini, chegado de Roma.

Escoceses vencem os ingleses na Batalha de Roslin (24 de Fevereiro).

Iuri III, príncipe de Moscovo (1303-1325). 

Reinado de D. Dinis

Inquirições.

D. Dinis empresta um milhão de maravedis a Fernando IV, para este combater os seus adversários.

Cortes de Coimbra. Leis sobre os tabeliões e os selos dos concelhos. 
Bonifácio VIII excomunga Filipe, o Belo. E reconhece o imperador Alberto da Áustria, tentando afastá-lo do rei de França.

Papa Bonifácio VIII funda a Universidade de Roma La Spienza (20 de Abril).

 

Papa Bento XI (Niccolò Boccasini) (1303-1304). Eleito em 22 de Outubro. Um papa fraco.

 

Jean de Paris, De Regia Potestate et papali

Guillaume Nogaret considera que le roi est imperateur en son royaume  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009