© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1326: Continua a guerra civil em Portugal

 

 

1318 1319 1320 1321 1322  1323  1324  1325  1326   1327  1328  1329 1330

  

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

  Orkhan I, sultão otomano (1324-1359)

Stefan Uros III Decansk, rei dos sérvios (1321-1331)

Papa João XXII em Avinhão (1316-1334)

Luís da Baviera, imperador alemão (1314-1347).

João do Luxemburgo, rei da Boémia (1310-1346)

Carlos I Roberto,  de Anjou, rei da Hungria (1308-1342)

Frederico II (1296-1336), rei de Aragão e da Sicília

Ladislau I, o Breve, rei da Polónia (1306-1333)

Grão-príncipe de Moscovo Ivan I Kalita (1325-1341)

Carlos IV, rei de França (1322-1328)

 

Eduardo II rei de Inglaterra (1307-1327)

Orkhan I, sultão otomano (1326-1359). Filho de Othman. Com este sultão, os Otomanos conquistam Niceia e Nicomédia, passando a roubar a Ásia Menor aos Bizantinos. Passam os Dardanelos e lançam o primeiro estabelecimento turco na Europa, em Gallipoli.

Criado um exército permanente, com janízaros e cipaios.

Aragão conquista a Sardenha.

Isabel de França e Roger Mortimer saem de França com uma armada rebelde, contra Eduardo II. Forçam-no a abdicar e assassinam Hughes Despenser* (26 de Novembro).

Moscovo sucede a Kiev como sede do patriarcado. Assinado Tratado de Novgorod com a Noruega (3 de Junho). 

 

 Reinado de D. Afonso IV

Continuam lutas internas (1326-1328). Entre o rei D. Afonso IV e os seus meios-irmãos.

Afonso Sanches invade Portugal. O conflito vai durar cerca de três anos.

Rei ataca o feudo de Afonso Sanches em Albuquerque, Castela. Põe cerco a La Codosera.

Rei prende e executa D. João Afonso (4 de Julho)  
 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009