© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1356: Batalha de Poitiers, Bula de Ouro e Beneplácito Régio

 

Batalha de Poitiers

 

 

 1350 1351 1352 1353 1354 1355 1356  1357 1358 1359 1360

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

Vitória inglesa contra os franceses em Poitiers

jacqueries  entre 1356 e 1358

João II, le Bon, rei de França (1350-1364)

 

Carlos III, o Mau, rei de Navarra (1349-1387)

 

Eduardo III, rei de Inglaterra  (1327-1377)

 

Valdemar IV, rei da Dinamarca (1340-1375)

 

Orkhan I, sultão otomano (1326-1359)

Stephan Uros V (1355-1371).

 

 
Papa Inocêncio VI (1352-1362)

Carlos IV, do Luxemburgo (1346-1378)

Joana I, rainha de Nápoles (1343-1382)

Frederico III, o Simples (1355-1377), rei de Aragão e da Sicília.

Luís I, o Grande, de Anjou, rei da Hungria (1342-1382)

Casimiro III, o Grande, rei da Polónia (1333-1370)

João V, Imperador do Oriente (1341-1376)

Ivan II, príncipe de Moscovo (1353-1359). (1350-1389)

Guerra dos Cem Anos Os ingleses conseguem sucessivas vitórias, depois de acabarem as tréguas, estabelecidas em 1347, depois da conquista de Calais. Tudo recomeça por causa das incursões do Príncipe Negro na Aquitânia (Poitu)..

Vitória inglesa contra os franceses em Poitiers*,  onde fica preso o rei João II o Bom, passando a governar o filho, o delfim Carlos. A França entra no regime dos Estados Gerais.

jacqueries  entre 1356 e 1358. Carlos o Mau, o genro de João II, assume o comando da guerra e reprime, com dureza , as sucessivas revoltas.

Os exércitos ingleses eram comandados pelo Príncipe de Gales, filho de Eduardo III, the Black Prince.

Reunião dos Estados Gerais. Revolta de Étienne Marcel, maire de Paris, adversário do delfim (1356-1358).

Carlos II o Mau, rei de Navarra, é preso pelo sogro, João II, o Bom.

Começa a guerra civil em Castela. Aragão coloca-se ao lado de Henrique, com a promessa de recuperar o antigo rein de Múrcia.

Turcos otomanos desembarcam em Gallipoli.

Zhu Yuanzhan, ou Chu Yuan-Chang, conquista Nanquim aos Mongóis.

 

 

Bula de Ouro.  Com o imperador Carlos IV, da família Luxemburgo, surge a Bula de Ouro de 1356, emitida em Metz, que transforma o imperador numa espécie de presidente honorário de uma república aristocrática, donde o poder lhe vem, menos da coroação pelo papa, do que pela eleição dos principados.

Por esta constituição fundamental regulava-se a eleição do Imperador, cabendo a mesma a um colégio de sete eleitores (Kufürsten), três príncipes eclesiásticos-arcebispos de Colónia, Mogúncia e Trèves-e quatro príncipes laicos-o rei da Boémia, o conde palatino do Reno, o duque do Saxe e o marquês do Brandeburgo. 

 

 Reinado de D. Afonso IV

Epidemia de Peste, fome e terramoto.

Começa a funcionar o que virá a ser o beneplácito régio.

Ordem de Cristo muda a sede para Tomar. Até então, em Castro Marim.

Sismo em Lisboa. Foi tão intenso que os sinos começaram a tocar. 
Papa Alexandre VI lança os Eremitas de Santo Agostinho como reunião de diversas congregações mendicantes.
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009