© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1381: Revolta de camponeses na Inglaterra

 

Morte de Wat Tyler

 

 1378 1379 1380 1381  1382 1383 1384 1385 1386 1387 1388 1389 1390

 

Século XIII  Linha do Tempo    Século XV

Ricardo II reprime a revolta  dos camponeses de Wat Tyler.

Carlos Duras, ou de Durazzo, conquista Nápoles.

 

Carlos VI, le Fou, rei de França (1380-1422)

 

Filipe o Atrevido, duque da Borgonha (1363-1404)

 

Carlos III, o Mau, rei de Navarra (1349-1387)

Ricardo II, rei de Inglaterra (1377-1399)

Luís I, o Grande, de Anjou, rei da Hungria (1342-1382), é eleito rei da Polónia (1370-1382).

 

Murad I, sultão otomano (1359-1389)

 

Urbano VI (de 8 de Abril de 1378 a 2 de Novembro de 1389). Papa em Roma.

Clemente VII (1378-1394).Papa em Avinhão

Venceslau III (1378-1410). O terceiro Luxemburgo no trono imperial

Joana I, rainha de Nápoles (1343-1382)

Maria da Sicília (1377-1401), rainha de Aragão e da Sicília 

Luís I, o Grande, de Anjou, rei da Hungria (1342-1382)

João V, imperador do Oriente (1379-1391)

Dmitri Donskoi, grão-duque de Moscovo (1350-1389)

Este será decapitado (15 de Junho). A revolta é equivalente à das jacqueries francesas de 1358. Será idêntica à alemã de 1524-1525.

Ratifica acordo com Portugal (14 de Maio). Envia esquadra de auxílio para Lisboa (Julho).

D. João I de Castela declara obediência a Clemente VII (Maio).

Paz entre Veneza e Génova.

Carlos Duras, ou de Durazzo, conquista Nápoles. Papa de Roma, Urbano VI, declara Joana de Nápoles cismática e investe Carlos como rei (1 de Junho). Joana é detida e morta.

Aliança das Ligas da Suábia e do Reno.

Luís I, o Grande, rei da Hungria força Veneza a pagar-lhe um tributo. 

 

 Reinado de D. Fernando I

 

Terceira Guerra com o rei de Castela-D. João I (1381-1382). Declara guerra a Portugal em Maio. Concentra tropas em Salamanca, cerca Almeida e desgasta o Alentejo.

Desastre naval dos portugueses em Salter, uma ria de Huelva (17 de Julho). A esquadra castelhana é comandada por Fernán Sanchez de Tovar.

Auxílio de uma esquadra inglesa comandada pelo conde de Cambridge, Edmundo, casado D. Isabel, filha do rei de Castela, Pedro I, futuro duque de Iorque, filho de Eduardo III e irmão do duque de Lencastre, que se assume como pretendente ao trono castelhano. Desembarca em 19 de Julho.

D. Fernando declara obediência a Urbano VI, o papa de Roma (19 de Agosto).

Confirmação por Ricardo II, rei de Inglaterra, em Westminster, do Tratado de aliança de 16 de Junho de 1373 com Portugal. (14 de Maio).

Celebram-se em Lisboa os esponsais da Infanta Dona Beatriz, filha de D. Fernando, com Eduardo, filho do Conde Edmundo, irmão do duque de Lancastre (29 de Agosto)

 

 
Condenação do teólogo inglês John Wyclif que publica Confession 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009