© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1481: D. João II

 

   

 

1479 1480 1481   1482 1483 1484 1485 1486 1487 1488 1489 1490

 

Século XIV  Linha do Tempo    Século XVI

 

Luís XI, rei de França (1461-1483)

 

Eduardo IV, da casa de Iorque, rei da Inglaterra (1461-1483)

 

Isabel I de Castela  (1474-1504)

Frederico III, Habsburgo (1440-1493)

 

Matias I Corvino, rei da Hungria (1458-1490)

 

Bayezid II  (1481-1512)

  
Fernando I (1458-1494), Rei das Duas Sicílias

Luís XI submete o Franche-Comté e adquire a Provença e o Maine.

Instituída a Inquisição em Espanha, sob o comando de Torquemada, cardeal dominicano, a partir de 1483. Também designada por Santo Ofício.

Mouros de Granada desencadeiam guerra aos Reis Católicos.

 

Morte de Mehmed II (1463-1481). Sucedendo-lhe Bajaceto ou Bayezid II (1481-1512), dito o sufi ou místico.

 

João (Hans), rei da Dinamarca (1481-1513).

 

Friburgo (em francês Fribourg; em alemão Freiburg). Cantão suiço desde 1481 

 

Reinado de D. Afonso V

Tratado entre D. Afonso V e os reis Católicos a respeito das Canárias (21 de Janeiro)

Morte de D. Afonso V (28 de Agosto).

 

Reinado de D. João II

Subida ao trono de D. João II  .

Cortes de Évora (Novembro). Oração de Vasco Fernandes Lucena. Povos queixam-se do excessivo luxo da nobreza. As primeiras Cortes de D. João II. Continuadas em Montemor-o-Novo e Viana a par de Alvito (Viana do Alentejo). Novo cerimonial de juramento e obediência e menagem pelas fortalezas (em 12 de Novembro de 1481).

 

D. João II, no preâmbulo das Cortes de Évora de 1481-1482 dizia: segundo dicto do nosso Remydor jezu christo non viemos para quebrantar as leis, nem o que devemos, mas ante pera o muy jnteiramente comprir e guardar: pero segundo a variedade e sobcessps dos tempos convem aos Reis e prinçipes de Santa e virtuosa entençam mudar, limitar e declarar, ader e interpretar as constituições e posiçõees humanas por as causas urgentes e bem e publico proveito. por tall que as leis sempre aiam com vigor e força de servir o fim nunca mudavel e causa finnal do direito. o qual he rrefrear e limitar os apititos desordenados sob iusta e direita regra. O que todo se deve fazer com grande madureza e deliberaçom dos prodentes 

D. João II, por carta de 15 de Dezembro de 1481 manda que todas as cidades, vilas e lugares do reino enviassem à Cortee os respectivos forais a fim de serem examinados pelo Juis dos feitos da Coroa e, depois, aprovados pelo rei. Nesta sequência, D. Manuel vai nomear uma comissão para o estudo dos mesmos e em 1599 chega mesmo a  convocar os procuradores para acordarem quanto ao valor em moeda corrente das moedas antigas.

Nas de Évora de 1481, os representantes do povo elogiam a acção dos nobres nos governos municipais, mas insurgem contra a intervenção dos mesteres: com qual justiça, com qual igualeza, com qual razão pode ele (D. João II) consentir que os bons e antigos cidadãos e aqueles que grandemente conhecem e conservam o serviço do rei, hajam de padecer sob a fraqueza, míngua, penúria e pobrezan do entender dos plebeus dos mesteres

Casa da Mina é instalada em Lisboa. Viagem de exploração à Mina por Diogo de Azambuja 
Francisco Sá de Miranda (1481-1557).

Nasce a arte da impressão em Portugal com a saída dos prelos em Leiria das Coplas do condestável D. Pedro, filho do infante com o mesmo nome.

Botticelli pinta os murais da Capela Sistina. 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009