© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1520: Coroação de Carlos V

 

 

 1518 1519 1520   1521 1522 1523 1524 1525 1526 1527 1528 1529 1530

Século XV Linha do Tempo Século XVII

 

1494-1559 Guerras entre os Valois e os Habsburgos

 

Francisco I, Valois, rei de França (1515-1547)

Henrique VIII, Tudor, rei de Inglaterra (1509-1547).

 

Carlos I de Espanha, imperador do Sacro Império (como Carlos V); rei de Aragão a partir de 1516; regente de Castela em nome da mãe entre 1516 e 1555 e rei de jure entre 1555 e 1556; unifica as duas coroas e torna-se o primeiro rei de Espanha (1555-1556).

 

Selim I (1512-1520)

 

Segismundo ou Zygmunt I, o Velho, Jagelão, rei da Polónia (1506-1548)

 

 

Cristiano II rei da Dinamarca e da Noruega, torna-se rei da Suécia (1520-1523)

 

Papa Leão X (1513-1521)

 

Carlos V Habsburgo (1519-1530). Abdica em 1556 mas, não formalmente,  até 1558.

 

 

 

 

Carlos V é coroado* em Aix-la-Chapelle  como Príncipe dos Países Baixos.

Revolta dos comuneros em Espanha contra os ministros flamengos de Carlos I/V. Junta de Ávila (29 de Julho). Dura até 1522.

Encontro do rei de França, Francisco I, com o rei de Inglaterra, Henrique VIII, em Camp du Drap d’Or  ou Field of Cloth of Gold  (7 a 24 de Junho).

Guerra franco-espanhola

Excomunhão de Lutero. Bula Exsurge Domine, do Papa Leão X (15 de Junho). Lutero há-de queimar o documento publicamente em 10 de Dezembro.

Reforma de Thomas Munzer em Zwickau.

Cristiano II, genro de Carlos V, rei da Dinamarca e da Noruega, torna-se rei da Suécia (1520-1523), depois de vencer a batalha do Lago Asunde (18 de Janeiro).

Assassina cerca de uma centena de nobres no Banho de Sangue de Estocolmo (8 de Novembro). Será derrubado por Gustavo Vasa.

 

Suleimão ou Solimão II, o Magnífico (22 de Setembro), filho de Selim I. Até 1566 reinará de Bagdad à Hungria. Um poeta que mistura temperamento despótico com grande habilidade diplomática.

Khair el-Din, Barba Roxa, declara-se vassalo do sultão e recebe, deste, um apoio de 2 000 janízaros e 4 000 voluntários turcos, assumindo-se como beylerbey, o senhor dos senhores..

Deposição do imperador dos aztecas Montezuma II (Junho). Os espanhóis derrotam-nos na batalha de Otumba (20 de Julho). Mas Cuitláhuac, o sucessor, acaba por derrotar os invasores em 1 de Julho, a chamada La Noche Triste . 

 Reinado de D.Manuel

Criado o cargo de correio-mor, entregue a Luís Homem.

Viagem de exploração da costa de Angola até ao Cabo da Boa Esperança.

 

Tomé Pires parte para Pequim.

Ordenações da Índia, de 1520.

 

Fernão Magalhães atinge o Pacífico (28 de Novembro).

Regimento dado pelo governador da Índia a D. Rodrigo de Lima para a embaixada à Etiópia.  Partirá só em 26 de Junho de 1526 (25 de Abril)
D. António Pinheiro (c. 1520-1582).

 

Pêro de Andrade Caminha (1520-1589).

 

Martinho Lutero, An den christlichen adel deutscher Nation von des christlichen Standes Besserung

 

Maquiavel conclui Dell’arte della Guerra e passa para o serviço do cardeal Júlio Médicis que o faz nomear historiador oficial de Florença. Começa a escrever Istorie fiorentine

 

Pedro Margalho, Logices utriusque scholia.

Morte de Rafael (6 de Abril). 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009