© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1542: São Francisco Xavier em Goa

 

 

1538 1539 1540 1541 1542   1543 1544 1545 1546 1547 1548 1549 1550

 

Século XV Linha do Tempo Século XVII

 

Francisco I, Valois, rei de França (1515-1547)

 

Henrique VIII, Tudor, rei de Inglaterra (1509-1547).

 

Maria I Stuart  rainha da Escócia (1542-1567)

 

 

Carlos I de Espanha, imperador do Sacro Império (como Carlos V); rei de Aragão a partir de 1516; regente de Castela em nome da mãe entre 1516 e 1555 e rei de jure entre 1555 e 1556; unifica as duas coroas e torna-se o primeiro rei de Espanha (1555-1556)

 

Segismundo ou Zygmunt I, o Velho, Jagelão, rei da Polónia (1506-1548)

 

 

Papa Paulo III (1534-1549)

 

Jaime V, rei da Escócia (1512-1542), derrotado pelos ingleses na batalha de Solway Moss (24 de Novembro). Invadira a Inglaterra, aliado aos Franceses.

Maria I Stuart  rainha da Escócia (1542-1567). Nasce menos de uma semana antes da morte do pai. 

Regência da mãe, Marie de Guise, ou Maria da Lorena, que se apoia no partido anti-inglês.

Maria Stuart há-de casar três vezes. Primeiro, com Francisco II, rei de França. Segundo, com Henry Darnley. Terceiro, com James Bothwell.

Será mãe de Jaime VI, rei da Escócia desde 1567, também Jaime I de Inglaterra, de 1603 a 1625.

 

Aliança de Carlos V e Henrique VIII contra a França e a Escócia. O rei de Inglaterra lança a política de “balance of power”, assumindo-se como o fiel de duas forças dominantes, a França e os Habsburgos.

 

Quarta Guerra de Francisco I contra Carlos V (1542-1544).

 

Tratado franco-sueco de Moutiers-sur-Saulx.

 

Primeira das leis espanholas sobre a protecção dos índios (22 de Novembro).

 

Conquista do Yucatan.

  

 

 Reinado de D. João III

Começamos a abandonar-se as praças de África. Saída de Safim e Azamor.

Chegada de São Francisco Xavier a Goa* (6 de Maio). Em Lisboa fica Simão Rodrigues que, em nome dos jesuítas, toma posse do Mosteiro de Santo Antão. Estabelecido um colégio dos jesuítas em Coimbra.

Portugueses chegam ao Japão. Navegação de António Peixoto, António da Mota e Francisco Zeimoto (1542-1543). Fernão Mendes Pinto faz a sua primeira viagem ao Japão, em companhia de Diogo Zeimoto, que ali introduz as armas de fogo.

Viagem de exploração da costa da Califórnia por João Rodrigues Cabrilho, ao serviço de Espanha. Chega à baía de S. Diego  (28 de Setembro).

Começa a chegada de escravos negros ao Brasil.

Contrato de casamento de Filipe, filho de Carlos V, com a Infanta Dona Maria, filha de D. João III, e do Infante D. João, filho do mesmo monarca, com Dona Joana, filha do referido imperador (1 de Dezembro).

Freiras carmelitas entram em Portugal, fundando o mosteiro da Esperança, em Beja. 
Papa Paulo III estabelece a Sagrada Congregação do Santo Ofício, tribunal de recurso para os crimes de heresia. Segue os modelos da Inquisição espanhola, entregando-a um colégio de cardeais.

Pedro Nunes inventa o nónio

 

Guillaume Rose ou Rossaeus (1542?-1602)

 

Manuel de Góis (1542-1597)

 

São Roberto Belarmino (1542-1621)ö1586.

 

São João da Cruz (1542-1591).

 

Diogo do Couto (1542-1616).

 

D. Jerónimo Osório, De Nobilitate Civile, Bolonha.

 

D. Jerónimo Osório, De Nobilitate Christiana, Bolonha.

 

Bartolomé Las Casas, Brevissima Relación de la Destrucción de las Indias.

 

Guillaume de Postel, De orbis  terrae concordia

  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009