© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1570: Paz de Saint-Germain

 

 

1568 1569 1570   1571 1572 1573 1574 1575 1576 1577 1578 1579 1580

 

Século XV Linha do Tempo Século XVII

 Carlos IX,  rei de França (1560-1574)

Isabel I, rainha de Inglaterra (1558-1603)

Jaime Stuart, como Jaime VI, rei da Escócia (1567-1625).

Filipe II, rei de Espanha (1556-1598)

Maximiliano II, imperador alemão (1564-1576).

Frederico II (Frederik II), rei da Dinamarca (1559-1588).

João III, rei da Suécia (1569-1592).

 
Papa Pio V (1566-1572)

Em França, fim das guerras de religião, pela Paz de Saint-Germain (8 de Agosto). Vai durar dois anos e é favorável aos huguenotes.

Aliança de Espanha com o Papa e Veneza, contra os turcos.

Parte ocidental da Turquia passa a depender dos Habsburgos. A parte oriental, da Transilvânia, torna-se feudatária dos otomanos.

Filipe II casa pela quarta vez, agora com Ana de Áustria, filha de Maximiliano II.

Ivan IV destrói Novgorod. Manda assassinar cerca de três mil pessoas para lhes inculcar lealdade (9 de Janeiro).

Pela Paz de Stettin, termina a guerra sueco-dinamarquesa.  

 Reinado e governo de D. Sebastião

Fim do monopólio da Coroa no comércio com o Oriente que passa a ser arrendado a grupos de mercadores. Apenas se mantém a reserva quanto às remessas de prata e cobre. 

Grave peste.

Ataque indiano a Goa que é repelido pelo vice-rei D. Luís de Ataíde.

Expedição militar a Moçambique

Revolta nas Molucas.

Piratas franceses atacam no alto mar uma expedição saída de Lisboa, com 70 missionários que se dirigiam ao Brasil. Martirizado o padre Inácio de Azevedo, mais 39 companheiros (15 de Julho). Beatificados em 1854.

Pragmática contra o luxo

Leis contra a mendicidade

Actuação dos piratas barbarescos (1570-1580).

Colégio da Companhia de Jesus no Funchal.

Regimento do Conselho geral do Santo Ofício (1 de Março).

Regimento das companhias de ordenanças.

D. Catarina passa a viver no paço de Xabregas, incompatibilizada com o rei que prefere o paço de Santos o Velho e o da Alcáçova no castelo, nunca se instalando no paço da Ribeira.

Criada a diocese de Elvas. Reunião das dioceses de Ceuta e Tânger.

Francisco Gouveia é enviado ao rei do Congo, com forte contingente militar.

D. Luís de Ataíde consegue repelir ataque a Goa por Midal Khan. Paz conseguida no ano seguinte.

D. Luís Fernandes de Vasconcelos, nomeado governador-geral do Brasil. Morre na viagem, atacado por piratas.

Primeira lei restringindo a prática da escravatura no Brasil.

 
Frei Serafim de Freitas (1570-1633)ö1625.

 

Frei Gaspar da Cruz (1520-1570), Tratado em que se contam muito por extenso as cousas da China, com as suas particularidades e assim do reino de Ormuz

 

André de Resende, Ad Philippum

Camões regressa a Lisboa, vindo do Oriente (7 de Abril).

Morte de João de Barros.

Morte do Padre Manuel da Nóbrega (17 de Outubro). O primeiro provincial jesuítico do Brasil, desde 1553.

Papa Pio V excomunga Isabel I (25 de Fevereiro). Os presbiterianos, calvinistas, opõem-se à manutenção da hierarquia episcopal e às muitas sobrevivências litúrgicas do catolicismo que se mantêm na Igreja Anglicana. 

Camões é encontrado na Ilha de Moçambique por Diogo do Couto, estava "tão pobre que vivia de amigos"..

 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009