© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1581: Filipe I, eleito rei de Portugal

 

 

1578 1579 1580 1581   1582 1583 1584 1585 1586 1587 1588 1589 1590

  

Século XV Linha do Tempo Século XVII

 

Henrique III, rei de França (1574-1589)

 

Isabel I, rainha de Inglaterra (1558-1603)

 

Jaime Stuart, como Jaime VI, rei da Escócia (1567-1625).

 

Filipe II, rei de Espanha (1556-1598)

 

Rudolfo II, Habsburgo, imperador alemão (1576-1612)

João III, rei da Suécia (1569-1592).

 
Guerras dos russos contra os tártaros Cossacos do Don conquistam Sibir, perto de Tobolsk, base da colonização da Sibéria.

Ivan IV assassina o próprio filho, Ivan (16 de Novembro).

Manifesto de Haia das Províncias Unidas (26 de Julho), onde renunciam à soberania de Espanha. Só vêem a sua independência reconhecida em 1648. Guilherme de Orange governa a nova entidade.

Espanha Com o império otomano os conflitos são intensos desde 1560, que vencera os turcos em Lepanto (1578). Em 1581 estabelecem-se tréguas. Outra vertente do conflito é com a Inglaterra, não consegue domar a Inglaterra, com a derrota da Invencível Armada em 1588. Só em 1608 se estabelece uma paz de compromisso entre Madrid e os ingleses.

Países Baixos Entre 1580 e 1590, sofrem a pressão terrestre das tropas espanholas estacionadas nas províncias do sul, mas frequentemente desviadas para intervenções em França

Espanha Com o império otomano os conflitos são intensos desde 1560, que vencera os turcos em Lepanto (1578). Em 1581 estabelecem-se tréguas. Outra vertente do conflito é com a Inglaterra, não consegue domar a Inglaterra, com a derrota da Invencível Armada em 1588. Só em 1608 se estabelece uma paz de compromisso entre Madrid e os ingleses.

 

Guerras dos russos contra os tátaros Cossacos do Don conquistam Sibir em 1581 

 Reinado de Filipe II

Cortes de Tomar. Subida ao trono de Filipe I (20 de Abril). Rei entra em Lisboa (29 de Junho). Nas Cortes de Tomar de 1581, Filipe II mais não faz do que repetir  as Declarações del-Rei D. Manuel, de como se havia de governar o Reyno de Portugal, depois que o Principe seu filho, que herdava Castella, succedesse naquelles Reynos: a principal couza ... he que o dito Principe meu filho, e os que depois delle vierem, governem as couzas destes Reynos por officiaes delles, e que a elles todallas couzas delles encomendem, e nom a extranjeiros, que non sabem os costumes da terra, nem se podem tam bem conformar com os outros naturaes delles. Nestes termos, determinava que quando quer que o dito princepe meu filho, ou qualquer dos seus herdeiros, vier a estes Reynos que, logo que nelles entrar, todollos officiaes de Castella e aragam que trouxer deixem as varas da justiça que trouxerem, e as tomem os officiaes Portuguezes, e nenhum outro official extrangeiro tenha juridiçam em couza alguma, em quanto em portugal estiver, salvo que os do seu Conselho e officiaes de Castella e de Aragam possam entender nos negocios e couzas que dos ditos Reynos vierem

Cortes de Lisboa.

D. António no exílio (1581-1582). A resistência na Terceira dura até 1583. Em 25 de Julho de 1581, na ilha Terceira, os filipinos vencem a batalha da Salga.

Três navios franceses atacam, sem êxito, o Rio de Janeiro.
São Roberto Belarmino, Disputatio De Summo Pontifice.

 

Pedro da Fonseca, Isagoge Philosophica.

O Geral dos Jesuítas, Aquaviva, nomeia comissão para o estabelecimento do Programa Geral de Estudos.

Papa Gregório XIII proíbe que os católicos recorram a médicos Judeus (30 de Março).

 

Rainha Ginga Mbandi (1581-1663). 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009