© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 1608: União Protestante, Russos contra Polacos e Cristóvão de Moura

 
Samuel Champlain

1601 1602 1603 1604 1605 1606 1607 1608   1609

 

Século XVI  Linha do Tempo Século XVIII

 

Henrique IV, rei de França (1589-1610)

 

Jaime Stuart, como Jaime I, rei de Inglaterra (1603-1625)

Rudolfo II, Habsburgo, imperador alemão (1576-1612)

 
 

Expulsão dos mouriscos de Espanha

Aliança dos ingleses e holandeses.

Terminada a guerra com a coroa espanhola em 1608, logo a nova comunidade política dos Países Baixos se expande tanto para além dos mares, numa acção em que as principais vítimas foram os territórios portugueses, como também pela ocupação do norte de Brabant, em 1629.

Surge a União Protestante, liderada pelo Palatinado, com luteranos aliados aos calvinistas (19 de Maio).

Matias, irmão do Imperador Rudolfo II, fica com governo da Áustria, da Hungria e da Morávia.

João Sigesmundo, Hohenzollern, eleitor do Brandeburgo (1608-1619).

O segundo falso Dmitri,  mais uma vez, apoiado pelos polacos, cerca Moscovo. O novo czar, Basílio IV, e os boiardos pedem ajuda à Suécia de Carlos IX. Mercenários suecos chegam a entrar em Moscovo, mas retiram.

Samuel de Champlain* funda o Quebeque (8 de Julho).

 

Guerra dos polacos contra os russos Entre 1608 e 1613, os polacos ocupam Moscovo

 

 

 Reinado de Filipe III (II)

Cristóvão de Moura, vice-rei (1608-1612).

Nasce o Padre António Vieira.

 

  D. Francisco Manuel de Melo (1608-1666)ö1638.

 

John Milton (1608-1674)ö1667.

 

Padre António Vieira (1608-1697)ö1642.

 

Manuel Fernandes Vilarreal (1608-1656)ö1643.

 

Luís Mendes de Vasconcelos, Do Sítio De Lisboa,  Dialogos, Lisboa. Reeditado em 1786.  Propõe a Filipe II a mudança da capital para Lisboa e cita Botero.

Grotius, Mare Liberum, Leipzig.

S. Francisco de Sales, Introdução à vida devota.

Francisco Rodrigues Lobo, Pastor Peregrino.

Fernão Álvares do Oriente, Lusitânia Transformada.

Hans Lippershey aperfeiçoa o seu telescópio.  

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008 Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009