© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1619: Imperador Fernando II

 

 

1611 1612 1613 1614 1615 1616 1617 1618 1619   1620

 

Século XVI  Linha do Tempo Século XVIII

 

 Luís XIII, rei de França

 

Jaime Stuart, como Jaime I, rei de Inglaterra (1603-1625)

 

Imperador Matias (1612-1619)

 
 

Morte de Matias. Fernando II, imperador (28 de Agosto de 1619, até 1637)*, primo de Matias e neto de Fernando I.

Os checos escolhem o eleitor palatino, Frederico V* como rei (1619-1620). Nascido em 1596, era casado com Isabel Stuart, filha de Jaime I de Inglaterra. Um adversário dos Habsburgos e chefe do partido protestante na Alemanha. Coroado em 4 de Novembro. Morre em 1632.

Casamento de Vítor Amadeu de Sabóia com Maria Cristina de França.

Tratado de Dailino entre a Rússia e a Polónia.

Criado o banco de Hamburgo.

Primeiro parlamento dos colonos da Virginia.

Holandeses fundavam Batavia na Indonésia e ficam senhores de Java, depois de já estarem instalados mas Molucas e nas Celebes. Os portugueses serão expulsos de Malaca em 1641.

 

Guerra do Palatinado (1618-1623) A Espanha invade o Palatinado e entrega-o ao Duque da Baviera

 

O Palatinado do Reno  (Rheinpfalz) constituiu um dos eleitorados do Sacro-Império; o nome deriva dos condes palatinos que os imperadores estabeleciam em cada ducado, como representantes da autoridade imperial. Foi invadido pela Espanha em 1618, sendo entregue ao Duque da Baviera; invadido pela França em 1688. 


 

 Reinado de Filipe III (II)

Cortes de Lisboa. O rei vem a Portugal, reunindo Cortes para fazer jurar o príncipe herdeiro da coroa, D. Filipe (começam em 14 de Julho). 

 

Revolta dos Tupinambás na Amazónia. Chefe Cabelo de Velha assalta a praça de Presépio, mas é derrotado. 
Jean-Baptiste Colbert  (1619-1683)ö1664.

 

Cyrano de Bergerac (1619-1655)

 

Francisco Rodrigues Lobo, Corte na Aldeia e Noites de Inverno.

 

Frei Luís de Sousa, Vida de D. Fr. Bartolomeu dos Mártires

 

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009