© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1661: Morte de Mazarino e restauração antipuritana na Inglaterra

 

 

K’ang-Hsi

 

1660 1661   1662 1663 1664 1665 1667 1668 1669 1670

 

  Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

 

 Luís XIV, rei de França

 

Carlos II Stuart, rei inglês (1660-1685)

 

Leopoldo I Habsburgo  (1658-1705)

 
 

Morte de Mazarino (9 de Março). Começa o governo pessoal de Luís XIV, então com 23 anos. Até 1715. Começa também a construção do castelo de Versalhes.

Prisão do superintendente das finanças, Fouquet (5 de Setembro).

Surge um novo tratado de paz entre a Espanha e as Províncias Unidas, onde se reconhece a independência destas e a posse das colónias espanholas asiáticas conquistada.

O Parlamento de Carlos II emite o Clarendon Code, com uma série de medidas repressivas contra os Nonconformists. Começa a restauração antipuritana, especialmente intensa até 1665. 

Paz de Kardis entre a Suécia e a Rússia. A Rússia liberta a Livónia e recebe Smolensk e as regiões do Dniepre com Kiev.

Começa o Concílio de Moscovo (1661-1667).

Koxinga expulsa os holandeses de Taiwan. Aí estavam instalados há trinta anos.

 

Imperador Kangxi ou K’ang-Hsi (1661-1723)*  

 

Reinado de D. Afonso VI. Regência de D. Luiza de Gusmão

Tratado anglo-luso. Ajuste de casamento de D. Catarina de Bragança* com o rei Carlos II de Inglaterra. Bombaím na Índia e Tânger no Norte de África são entregues como dote de casamento (assinado em Lisboa em 23 de Junho).

Tratado de paz e de confederação entre D. Afonso VI e os Estados Gerais. (6 de Agosto)

Ataque espanhol a Portugal, a partir da Galiza. D. João de Áustria parte de Badajoz, conquista Ougela e Arronches (13 de Junho), mas volta para Badajoz. Reage a tropa portuguesa sob o comando de Schomberg.

Motim no Porto por causa do imposto do papel selado criado no ano anterior.

Desvalorização da moeda.

Fome.  
Diogo Guerreiro Camacho de Aboim (1661-1709).

 

Francisco do Santíssimo Sacramento, Epitome unico da dignidade de grande, e mayor ministro da puridade, e da sua muita antiguidade, e excellencia, Lisboa.

Padre António Vieira,  é forçado a regressar a Lisboa em 1661.  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009