© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1665: Guerra anglo-holandesa e batalha de Montes Claros

 

 

1660 1661 1662 1663 1664 1665    1666 1667 1668 1669 1670

Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

 

 Luís XIV, rei de França

 

Carlos II Stuart, rei inglês (1660-1685)

 

Carlos II, rei de Espanha (1665-1700)

 
 
 

Nova guerra anglo-holandesa em 1665-1667. Os ingleses vencem os holandeses na batalha naval de Lowestcroft

Colbert passa a controleur général des Finances. Não retoma formalmente a categoria de Fouquet, deixando que o rei governe pessoalmente nessa área.

Morte de Filipe IV de Espanha (17 de Setembro). Deixa um filho de 4 anos, Carlos II (1665-1700), o último Habsburgo no trono de Madrid.

Luís XIV reclama para a esposa, Maria Teresa, filha mais velha do defunto, a Flandres e o Franche-Comté, em nome do costume do Brabante da devolução que dava aos filhos do primeiro casamento a propriedade dos bens paternais.

Consolida-se o absolutismo na Dinamarca, com a chamada Lei Régia.

O chefe dos Maratas, Shiva Ji Bhonse, assume o título de rei (rajá). 

Reinado de D. Afonso VI. Governo de Castelo Melhor

Nova invasão espanhol, liderada pelo Marquês de Caracena. Ataque a Vila Viçosa (9 de Junho).

Batalha de Montes Claros (17 de Julho). A última grande batalha da Guerra. Acção do marquês de Marialva e de Schomberg*. Perto do Convento da Luz, na serra de Ossa. Cerca de 4 000 mortos.

Conde do Prado cerca Tui e ocupa La Guardia.

Batalha de Ambuíla em Angola. Vitória portuguesa sobre o rei do Congo.

Auto de entrega e posse da Ilha de Bombaim aos ingleses, como parte do dote de Dona Catarina de Bragança. (18 de Janeiro).

Artigos concordados para o casamento de D. Afonso VI com a duquesa de Nemours, Dona Maria Francisca Isabel de Sabóia (10 de Abril) 
Padre António Vieira é preso em 1 de Outubro, apenas sendo libertado depois da subida ao poder de D. Pedro II. Ainda é enviado em nova missão a Roma.

 

D. Francisco Manuel de Melo, Auto do Fidalgo Aprendiz (composto antes de 1646).

 

Padre Manuel Godinho, Relação do Novo Caminho que fez por Terra e Mar, da Índia para Portugal.

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009