© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1668: Tripla Aliança de Haia, Paz de Aix-la-Chapelle e fim da Guerra da Restauração

 

1660 1661 1662 1663 1664 1665  1666 1667 1668   1669 1670

Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

  Luís XIV, rei de França

Carlos II Stuart, rei inglês (1660-1685)

Carlos II, rei de Espanha (1665-1700)

Leopoldo I Habsburgo  (1658-1705)

 
 

Surge a Tripla Aliança de Haia, em 7 de Fevereiro, entre a Inglaterra, as Províncias Unidas e a Suécia para obrigar a França de Luís XIVa concluir um acordo de paz com a Espanha; era o começo de coligações contra a França (28 de Janeiro)..

Paz de Aix-la-Chapelle (2 de Maio), entre a França e a Espanha; a França devolve o Franco-Condado, mas recebe uma série de praças flamengas, como Lille, Furnes, Ypres, Audenarde, Ath, Binche e Charleroi.

Colbert é nomeado secretaire d’État à la Maison du Roi.

Revolta na Sardenha (26 de Maio). Assassinado o vice-rei, marquês de Camarassa. O chefe do conluio, Marquês de Cea, é executado em 15 de Junho de 1671. A nobreza sarda aproveita-se da Guerra da Devolução.

 

Imperador Pedro II (1668-1706).

Revolta de Stenka Razine contra os boiardos no Volga inferior (1668-1671).

 

Surge a Tripla Aliança de Haia, em Janeiro de 1668, entre a Inglaterra, as Províncias Unidas e a Suécia para obrigar a França a concluir um acordo de paz com a Espanha; era o começo de coligações contra a França. Paz de Aix-la-Chapelle em Maio de 1668, entre a França e a Espanha; a França devolve o Franco-Condado, mas recebe uma série de praças flamengas, como Lille, Furnes, Ypres, Audenarde, Ath, Binche e CharleroiGuerra entre a Inglaterra e a Holanda (1672-1674) 

 Reinado de D. Afonso VI. Regência de D. Pedro

Cortes de Lisboa (sessão de abertura em 27 de Janeiro). Confirmam as alterações de poder resultantes da revolução palaciana. Votados impostos.

Decreto de 8 de Maio: nobres portugueses que queiram permanecer em Espanha perdem as fazendas, que revertem para a Coroa.

Suspensas as décimas a que estavam obrigados donatários e comendadores.

Carta Credencial para Duarte Ribeiro de Macedo como Residente em Paris. (11 de Fevereiro). Fornece informações a Lisboa sobre o “colbertismo”.

Tratado de paz de Madrid, entre D. Afonso VI e Carlos II de Espanha, por mediação de Carlos II de Inglaterra e onde se reconhece a legitimidade do monarca português, cedendo Portugal à Espanha a praça de Ceuta (13 de Fevereiro) Ratificado no convento de Santo Elói em Lisboa. O mediador é Carlos II de Inglaterra, que fica garante da paz.

Sentença de nulidade proferida sobre o matrimónio de D. Afonso VI, com Dona Maria Francisca Isabel de Saboia. (24 de Março)

Tratado matrimonial do príncipe regente D. Pedro, com Dona Maria Francisca Isabel de Saboia. (27 de Março)

Exílio do Conde de Castelo Melhor.

Guerra em Angola. O rei António do Congo é derrotado pelos portugueses.

Congregação do Oratório, começada em 1659, estabelece-se no convento de Nossa Senhora da Hora. Têm os estatutos confirmados pelo Papa em 1671. 
George Fox* funda a Society of Friends, ditos quakers

Paz clementina do papa, para com os jansenistas.

 

Giambattista Vico (1668-1774)ö1721.

 

La Fontaine, Fables, a primeira recolha.

 

Comenius, Unum necessarium.

 

Duarte Ribeiro de Macedo publica em Paris Aristipo ou o Homem da Corte. 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009