© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1673: Imperador e Espanha em guerra contra a França

 

Molière

 

1668 1669 1670 1671 1672 1673   1674 1675 1676 1677 1678 1679 1680

 

 

  Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

   Luís XIV, rei de França

Carlos II Stuart, rei inglês (1660-1685)

Carlos II, rei de Espanha (1665-1700)

Leopoldo I Habsburgo  (1658-1705)

Guilherme III de Orange,  Stathouder (1672-1702).

 

Batalhas de Schooneveld de 7 e 14 de Junho, no âmbito da guerra anglo-holandesa. Na primeira, uma frota francesa, aliada dos ingleses, contra os holandeses. Na segunda, vitória dos holandeses contra uma frota conjunta, anglo-francesa.

Franceses cercam e conquistam Maastricht (Junho). A tomada da praça é em 6 de Julho.

Tratado de defesa entre holandeses e dinamarqueses (11 de Julho).

Holandeses ocupam Nova Iorque, perdida no ano seguinte (9 de Agosto).

Batalha de Kijkduin. Holandeses voltam a vencer armada franco-britânica (21 de Agosto).

Surge uma vasta coligação contra a França e a favor da Holanda, com o Brandeburgo, a  Espanha, o ducado da Lorena e o Imperador (30 de Agosto).

Príncipe Guilherme III da Holanda ocupa Naarden (12 de Setembro). Conquista Bona em 13 de Novembro.

 

Polacos e lituanos, comandados por Jean Sobieski contra os otomanos na batalha de Chocim ou Khotin, na Ucrânia (11 de Novembro).

O Parlamento inglês vota e aprova o Test Act, que afasta os católicos de todas as funções públicas.

Descoberta do Mississipi por Louis Joliet e Jacques Marquette (17 de Junho). 

 

  Reinado de D. Afonso VI. Regência de D. Pedro

Máquina da Inquisição volta à plenitude.

Grande processo contra cristãos novos. Perseguição aos cristãos novos, invocando-se um pretenso sacrilégio em Odivelas. Na mesma altura, cristãos novos propuseram a criação de uma companhia de comércio para a Índia.

Legislação contra o luxo (17 de Outubro).

Alterado o regimento da Junta do Comércio (19 de Setembro).

Fernão Dias Pais de Leme é nomeado governador da terra das esmeraldas, com poderes discricionários.

 

Descoberta conspiração para colocar no trono D. Afonso VI, então em Angra. Promovida pelo embaixador espanhol, conde de Humanes.  Visa estabelecer-se uma ligação dinástica ibérica.

A Ilha de S. Helena passa definitivamente para a posse dos ingleses.

Chegam ao Pará as primeiras famílias açorianas, no âmbito da colonização por casais. 
Samuel Pufendorf, De officio hominis et civis secundum legem naturale libri II, Leyden.

 

Leibniz, Confessio philosophi

 

Molière*, Le Malade Imaginaire. O autor morre diante de uma representação da peça em 17 de Fevereiro.  
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009