© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1690: Guerra anglo-francesa

 

Batalha de Béveziers

 

1683 1684 1685 1686 1687 1688 1689 1690   1691 1692 1693 1694 1695 1696 1697 1698 1699

 

Século XVI Linha do Tempo Século XVIII

   Luís XIV, rei de França

 

Guilherme III (1689-1702) e Maria II (1689-1694), reis ingleses

 

Carlos II, rei de Espanha (1665-1700)

 

Leopoldo I Habsburgo  (1658-1705)

 
 

Entre 1690 e 1694, fome e epidemias por toda a Europa.

No âmbito da Guerra do Palatinado, a Inglaterra junta-se ao tratado de Viena em Setembro de 1689; em Junho de 1690 é a vez da Espanha; em Outubro de 1690 também adere o Piemonte-Sabóis.

A resistência contra a hegemonia francesa passa a ser liderada pelo novo rei inglês, Guilherme de Orange; Luís XIV enfrenta pela primeira vez uma guerra sem aliados.

Guerra anglo-francesa. Ingleses conquistam a Acádia e a Terra Nova.
Calcutá, capital da Índia inglesa. Luís XV envia armada para a Irlanda, apoiando Jaime II. Fim das insurreição jacobita na Escócia, depois da vitória na batalha de Cromdale (1 de Maio). Aliança da França e de Sabóia.

Os turcos reconquistam Belgrado.

Em 1690, a França alcança importantes vitórias na Flandres Derrotam os ingleses na batalha naval de Tourville e holandeses na do cabo Béveziers ou de Beachy Head (Sussex)*.

Derrota de Jaime II na batalha de Boyne (12 de Julho), na Irlanda. Capitulação de Galway de Jaime II (22 de Julho).

Carlos II de Espanha casa-se em segundas núpcias com Maria Ana de Neoburgo (22 de Março). Enviuvara em 12 de Fevereiro de 1689.

 

 

 Reinado de D. Pedro II

Morre solteira a princesa D. Isabel

Mercantilismo torna-se dominante em Portugal, no ano em que se suicida o 3º conde da Ericeira, o lançador do modelo (26 de Maio).

Fundação da Companhia do Cacheu e Cabo Verde (3 de Janeiro). 

Publicação do regulamento para o fabrico de panos de lã

Derrota das tropas portuguesas face ao Monomotapa

Conflitos internos em Macau 

O topasse Domingos da Costa torna-se chefe dos Larantuqueiros nas Flores. Em 1708 vai reconciliar-se com o poder português.

Góngora, Infortúnios de Alonso Ramirez.
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009