© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1711: Morte do Grande Delfim e programa de Fenelon

 

 

1710 1711   1712 1713 1714 1715 1716 1717 1718 1719 1720

 

  Século XVI  Linha do Tempo

  1700-1714 Guerra da Sucessão da Espanha

 Luís XIV, rei de França

Ana Stuart, rainha inglesa (1702-1714).

Filipe V, Bourbon, rei de Espanha (1700-1724)

Imperador José I (1705-1711)

 
 

Paz de Szatmar obriga os Húngaros a ceder perante o imperador José I, acabando assim a revolta de Francisco II Rackóczy.

 

Morte do Grande Dellfim, filho de Luís XIV (14 de Abril) e de Ana de Espanha, filha de Filipe III de Espanha. Tinha casado com Maria Ana, filha do Eleitor da Baviera.

Luís, duque da Borgonha, filho de Luís XIV e casado com Maria Adelaide, filha de Vítor Amadeu II, rei da Sardenha, torna-se delfim de França.

 

Morte de José I, por varíola (17 de Abril). Sucede-lhe o irmão Carlos VI*, imperador austríaco (1711-1740).  O antigo arquiduque Carlos III de Espanha, segundo filho de Leopoldo I e irmão do seu antecessor, José I. Renuncia às suas pretensões sobre Espanha no tratado de Rastadt, de 1714.

 

Começam as negociações de Londres para a paz entre a França e a Inglaterra (8 de Outubro).

 

Tratado de Prut entre russos e turcos põe fim à guerra (21 de Julho).

Reinado de D. João V

 

Recuperada a praça de Miranda do Douro (15 de Março).

Cerco de Elvas pelo marquês de Bay (Junho).

Cerco a Campo Maior pela mesma força (Setembro e Outubro).

 

Construção da Igreja do Menino-Deus.

 

Alvará de 8 de Fevereiro determina que navios estrangeiros só podem comerciar nos Portos do Brasil se forem integrados em  frota comercial sob comando português.

Recife reage contra Olinda. Cerco ao Recife de Junho a Outubro.

São Paulo é elevada a cidade (Julho).

Pirata francês Duguay-Trouin saqueia o Rio de Janeiro (Agosto).

 

Instruções para o 3º marquês de Fontes como embaixador junto da Cúria Romana. (29 de Agosto)  
David Hume (1711-1776) ö1739.

 

Eugénio dos Santos (1711-1760).

 

 

Fenelon,  Projects de Gouvernement du duc de Bourgogne, obra também conhecida por Tables de Chaulnes, 1711. Obra escrita em Chaulnes, na Picardia, com a colaboração do duque de Chevreuse. Trata-se de um programa de governo para o neto de Luís XIV, o duque da Borgonha, no ano da morte do Grande Delfim.

 

Padre Manuel Bernardes, Sermões e Práticas, em duas partes, 1711 e 1733.

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009