José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1718: Quádrupla Aliança

 

 

1710 1711 1712 1713 1714 1715 1716 1717 1718   1719 1720

 

  Século XVI  Linha do Tempo

 

 Luís XV, rei de França

 

Jorge I (1714-1727), rei britânico.

Filipe V, Bourbon, rei de Espanha (1700-1724)

Imperador Carlos VI (1711-1740)

 
 

França declara guerra à Espanha (Janeiro).

 

Morte de Carlos XII da Suécia. Reformas constitucionais em 1719-1729 comprimem o poder real. Diminui a influência territorial da Suécia que vai ceder ao Hanôver as províncias de Bremen, e à Prússia, parte de Pomerânia.

 

Tripla Aliança passa a Quádrupla Aliança, com a adesão da Áustria de Carlos VI (2 de Agosto).

 

Acaba a guerra da Áustria contra os Turcos. Viena conquista o Banato, o Norte da Bósnia e a Sérvia, com Belgrado. Parte destas conquistas serão perdidas pela Áustria, com a guerra de 1736-1739.

 

Banco de Law torna-se banco real (4 de Dezembro). No ano seguinte, o banco passa a ter direito à cunhagem de moeda e ao arrendamento dos impostos indirectos.

 

Morto o pirata norte-americano dito Barba negra, Edward Teach*, na Carolina do Norte (22  de Novembro).

Fundação de Nova Orleães (12 de Agosto).

 

Tratado de Londres. Quádrupla aliança entre Carlos VI da Áustria e Luís XV de França, de uma parte, e Jorge I de Inglaterra, os Estados Gerais das Províncias Unidas, de outra, em que Portugal é incluído. (18 de Julho).

 

Reinado de D. João V

 

Macau vai viver um período de grande prosperidade, dado que passa a ter o monopólio de facto do comércio da China com o exterior.

 

Manuel Azevedo Fortes é nomeado engenheiro-mor do reino.

 

Casas da fundição e da moeda no Brasil (8 de Fevereiro).

Carta régia permite a escravização de Índios antropófagos do Brasil (9 de Março).

 

Tremor de terra em Lisboa e no Algarve (6 de Março).

 

Nova lei de expulsão dos ciganos do reino ((10  de Dezembro).

 

 

Patenteada a primeira metralhadora.

 

Edição póstuma da História do Futuro do padre António Vieira.

 

Pedro Suplício de Morais, Colecção Política de Vários Apotegemas.

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009