© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

1737: Tratado de Viena e paz entre Portugal e Espanha

 

Francisco I

 

1728 1729 1730 1731 1732 1733 1734 1735 1736 1737   1738 1739 1740

 

    Século XVI  Linha do Tempo

  1733-1738 Guerra da Sucessão da Polónia

 

Jorge II, rei britânico (1727-1760)

 

 Luís XV, rei de França

 

Filipe V, Bourbon, rei de Espanha (1700-1724 e 1724-1746)

Imperador Carlos VI (1711-1740)

 
 

Extingue-se a Casa Medici.

 

Pelo Tratado de Viena de 1738, Stanislas perde a Polónia, mas assume o Condado da Lorena que, depois da sua morte, reverteria para a França que também recebe Nancy. Francisco da Lorena*, casado com Maria Teresa de Áustria, filha de Carlos VI, recebe a Toscânia. O principe Carlos, filho de Filipe V de Espanha,  é instalado no trono das Duas Sicílias

Na Guerra da Sucessão da Polónia (1733-1738), os Bourbons ganham aos Habsburgos. Obtêm Nancy e o Condado da Lorena.

Termina com o Tratade de Viena de 1738

 

Começo da guerra austro-turca (até 1739).

 

 

Imperiais vencem em Königsegg e Mehadia. Turcos reconquistam a Sérvia.

 

Ramsay adapta a Constituições de Anderson à maçonaria francesa.

O rei de França, Luís XV, proscreve a maçonaria.

 

Russos atacam Ochakov (30 de Junho).

 

Grande ciclone na Índia mata 300 000 pessoas (7 de Outubro).

 Reinado de D. João V

 

Reatam-se as relações diplomáticas Luso-Francesas. (Fevereiro/Março)

Convenção Luso-Espanhola sobre o incidente havido com o embaixador português Álvares Cabral, sob mediação da Inglaterra e Holanda (16 de Março)

Notificação à corte de França da nomeação de D. Luís da Cunha como Embaixador em Paris (28 de Abril) .

 

Abre uma fábrica de couros em Lisboa.

 

Acaba o conflito armado com a Espanha no Sul do Brasil (Maio)

Maratas atacam Bardês e salcete. Perda de Mormugão.

Degolados jesuítas em Tonquim. 
Thomas Paine (1737-1809)ö1776.

 

Edward Gibbon (1737-1794)

 

Representação da peça Guerras do Alecrim e da Mangerona. O autor, António José da Silva, será preso pela Inquisição a 5 de Outubro desse ano, acusado de praticar o judaísmo.

Inaugurado o teatro de San Carlo em Nápoles (4 de Novembro).

 

J. G. Heineccius, Elementa Juris Naturae Et Gentium, Halle.

 

Andrew Michael Ramsay, Discourse pronounced at the reception of Freemasons, 1737. Aí se faz deriver a maçonaria das Cruzadas.

 

Padre Manuel Bernardes, Tratados Vários.

Maçonaria O rei de França, Luís XV, proscreve a maçonaria (1737) e, no ano seguinte, é a vez do papa Clemente XII condenar a ordem. Mas em 15 de Agosto deste mesmo ano de 1738, o príncipe Frederico da Prússia é iniciado, em Brunswick. Em 1739, Luís XV já adopta uma política de tolerância face aos maçons. Em 1731, a partir de Londres, Benjamin Franklin é iniciado na maçonaria.

 

Entre 1733 e 1735 é fundada em Portugal uma loja católica-irlandesa, a Casa Real dos Pedreiros Livres da Lusitânia, depois de já estar uma loja inglesa, que tinha a alcunha de Loja dos Hereges Mercantes. Há um edital da Inquisição, de 28 de Setembro de 1738, reproduzindo a condenação papal, mas não recebe o beneplácito régio. 
© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009