© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1761: Pacto de família dos Bourbons

 

Choiseul

 

1759 1760 1761   1762 1763 1764 1765 1766 1767 1768 1769

 

  Século XVI  Linha do Tempo

 

Jorge III rei britânico (1760-1820)

 

 Luís XV, rei de França

 

Carlos III, rei de Espanha (1759-1788).

 
 

Nova batalha de Panipat entre maratas e afegãos (14 de Janeiro).

Britânicos conquistam Pondicherry aos franceses (16 de Janeiro).

Pacte de famille estabelece aliança dos Bourbon de França, Espanha, Nápoles e Parma (15 de Agosto). Negociado pelo secretário francês Choiseul*, na pasta desde 1758.

Russos conquistam aos prussianos Kolobrzeg (16 de Dezembro). 

Reinado de D. José I

Tratado  do Prado entre D. José I e Carlos III de Espanha, anulando o Tratado de Madrid de 13 de Janeiro de 1750 (12 de Fevereiro).

Portugal não adere à assinatura do Pacto de Família

Primeira lei sobre a abolição do tráfico de escravos. Declarados livres os escravos que entram em Portugal, proibindo o carregamento e transporte para o reino de escravos, a partir dos Portos do Brasil e África (19 de Setembro). Para que os escravos negros não saíssem do Brasil

Alvará declarando a emancipação dos índios do Brasil (2 de Abril).

Alvará equipara os cristãos da Índia aos naturais do reino (2 de Abril).

D. José, irmão do rei, inquisidor-mor, processa o Intendente-geral da Polícia, Inácio Ferreira dos Santos, pelo livro que este escrevera, De Podestate Regia, dedicada a Sebastião José. Este é humilhado quando vai defender o apaniguado, em pleno tribunal do Santo Ofício. Os meninos de Palhavã, irmãos do rei, são desterrados para o Buçaco.

O rei apenas não admite que Sebastião José toque nos chamados três Pedros: D. Pedro de José Noronha, marquês de Angeja; D. Pedro de Noronha, marquês de Marialva; Pedro Teixeira, seu confidente.

Padre Gabriel Malagrida é publicamente supliciado em Lisboa, em auto de fé (21 de Setembro). O inquisidor é Paulo de Carvalho, irmão de Sebastião José, conde de Oeiras. O padre, de 72 anos, preso no Forte da Junqueira, começara a escrever Vida Gloriosa de Santa Ana.

Incorporados na coroa os bens seculares dos jesuítas (25 de Dezembro).

Fundação do Real Colégio dos Nobres (7 de Março). Aberto cinco anos depois.

Criação do Erário Régio ou Tesouro Geral (22 de Dezembro). Extintos o cargo de contador-mor e a Casa dos Contos. Sebastião José vai exercer este cargi até 1777.

Decreto de 18 de Abril acaba com o monopólio dos mesteres e estabelece um primeiro esboço de liberdade de trabalho.

Criada uma Alfândega em Luanda (17 de Novembro). Neste dia, novo decreto obrigando as embarcações que voltem da Índia a fazer escala em Angola. 
José Agostinho de Macedo (1761-1831).

 

Publicação da Primeira Carta Apologética em favor e defesa das Mulheres da autoria de Gertrudes Margarida de Jesus.

 

Gazeta Literária ou Notícia Exacta ds Principais Escritos que Modernamente se vão publicando na Europa.

Jean-Jacques Rousseau, em 1756, foi encarregado pela família e pelos amigos do abade de resumir aquilo que qualificava como um fatras de vingt volumes Em 1761, numas contidas, objectivas e elegantes quarenta páginas publica um Extrait du Projet de Paix Perpétuelle de l'Abbé de Saint Pierre. Em 1782, volta a referir-se à mesma num Jugement sur la Paix Perpétuelle  O Extrait vai fazer circular o projecto do Abade. Voltaire vai dedicar-lhe o seu Rescrit de l'Empereur de la Chine à l'occasion du projet de Paix Perpétuelle, onde o imperador da China aparece a chamar ao autor do projecto l'abbé Saint-Pierre d'Utopie, considerado um modelo alternativo cuja execução atribui a Frederico II 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009