© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

1765: Stamp Act e arranque de vinhas

 

 

1759 1760 1761 1762 1763 1764 1765   1766 1767 1768 1769

 

  Século XVI  Linha do Tempo

 

Jorge III rei britânico (1760-1820)

 

 Luís XV, rei de França

 

Carlos III, rei de Espanha (1759-1788).

 
 

Acto do Selo (Stamp Act). Parlamento inglês vota a cobrança de impostos às colónias norte-americanas (22 de Março). Segue-se votação do Quartering Act que impões às 13 colónias norte-americanas o pagamento pelo estacionamento de tropas britânicas (24 de Março)

Na Virgínia, Patrick Henry contesta a decisão (29 de Maio)

27 delegados de 9 colónias norte-americanas participam no Congresso do Acto do Selo. Em 19 de Outubro subscrevem declaração de direitos e liberdades. Revolta em Boston*.

O Stamp Act entra em vigor (1 de Novembro).

Governo britânico de Charles Wentworth, Marquess of Rockingham (1730-1782), de 13 de Julho de 1765 a Julho de 1766.

Robert Clive nomeado governador das feitorias inglesas na Índia.

Morte de Francisco I da Áustria (18 de Agosto). Co-regência entre Maria Teresa e o filho, José II, casado, desde 23 de Janeiro com Maria Josefa da Baviera.

Arquiduque Leopoldo sobe ao trono na Toscana (13 de Agosto). Extingue imediatamente a Inquisição.

Morte de Luís, então Delfim de França, então casado com Josefa, filha de Frederico II, Augusto, do Saxe. Sucede-lhe o filho, o futuro Luís XVI, rei de França de 1774 a 1793. Outros filhos do casal também serão reis de França, como Luís XVII (1814-1824) e Carlos X (1824-1830).

Catarina II funda uma Sociedade de Estudos Económicos.

Abdul Aziz ibn Muhammad consolida o Estado Wahhabita na Arábia (1765-1803).

 

 

Reinado de D. José I

Tremor de terra em Lisboa (1 de Janeiro). Novo sismo em 13 de Setembro.

Lei que ordena o arranque das vinhas nos campos do Tejo, do Mondego e do Vouga.

Criação de uma fábrica de refinação de açúcar

Começa a funcionar o Colégio dos Nobres

Sebastião José  adoece (Dezembro) .

Baltasar Manuel Pereira do Lago, governador de Moçambique (1765-1775). 
Bocage (1765-1805)

 

Jean-Jacques Rousseau, Project de Constitution pour la Corse.  Aí expressamente se considera que dois ou mais Estados estejam submetidos ao mesmo príncipe, isto nada tem de contrário ao direito e à razão. Mas que um Estado esteja sujeito a outro Estado, isto parece incompatível com a natureza do corpo político.

 

William Blackstone, Commentaries on the Laws of England, 1765-1769.

 

Turgot, Formation et distribution des richesses.

 

António Pereira de Figueiredo, Doctrina veteris Ecclesia de supremo regum in clerico potestate. Defende o regalismo e a criação de uma igreja nacional em Portugal.

Rousseau em Londres, na companhia de David Hume. Continua a ser ridicularizado por Voltaire. No ano anterior, depois da condenação das suas Cartas escritas na Montanha, a sua casa de Môtiers chega a ser apedrejada. 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009