© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 

 

740-749: Pepino o Breve. São Bonifácio

 

 

700-709 710-719  720-729 730-739 740-749 750-769 760-769 770-779 780-789 790-799 

 

Séculos I a V  Linha do Tempo   Século XI

   
Khazares convertem-se ao judaísmo, enquanto detêm as invasões dos Árabes no Cáucaso (740-750). Estabelecem um império que se estende até ao Mar Cáspio. Em 968 são derrotados por Sviatoslav, príncipe de Kiev. Em 1016 quase desaparecem da história.

Morte de Carlos Martel (741). Sucede-lhe Pepino o Breve* como mordomo (741-768).

Constantino V Coprónimo, imperador de Bizâncio (741-775). Há uma revolta em Constantinopla que o novo Imperador consegue esmagar (742).

Nascimento de Carlos Magno (742).

Pepino e Carlomano submetem a Aquitânia e os domínios Alamanos (742).

Guerra entre Luitprando e os duques de Spoleto e Benevento (742).

Criação do sistema dos doges em Veneza (742).

Bizantinos vencem batalha de Akroinon na Ásia Menor (742).

Reinstalação de um rei merovíngio no trono dos francos (743).

Califa Merwan II (744)

S. Bonifácio preside ao primeiro concílio da igreja no reino dos francos (745).

Constantino V invade a Síria (746) e reconquista Chipre (747).

Carlomano abdica (746).

Pepino o Breve torna-se o único prefeito do palácio (747).

Revolta na Baviera (748-749).

Novo rei dos Lombardos, Aistulfo (749). Ataca Roma (749). Conquista Ravena em Julho de 751. 
Rebelião dos Berberes kharidjitas do Magrebe na Península que se deslocam para o sul (740-741).

Soldados Berberes instalados no Noroeste da Península Ibérica revoltam-se contra o novo poder.  Chamadas tropas sírias para reprimirem a revolta, sob o comando de Balj B. Bishr. Tropas Berberes passam para Sul do Douro e a Norte do mesmo rio, deixa de haver poder militar Árabe, enquanto durou a guerra civil. Guerra civil entre as várias facções muçulmanas.

Califado de Walid II (743-744). Neste último ano, califados de Yazid III e Marwan II. Revolta dos chiitas na Pérsia.

Emir Iúçufe no Andaluz (746-755).

Sublevação abássida no Kkorassan (747).

Constantino V reconquista Chipre (747).

Pérsia sob domínio Árabe (749). 
Papa S. Zacarias (741-752).

São Bonifácio reúne um concilium germanicum (742). Carlomano pede-lhe que reforme o clero dos Francos.

O Papa Zacarias leva o rei Lombard a ceder-lhe o Exacrado, a Pedro, Príncipe dos Apóstolos, estabelecendo-se, depois, os chamados Estados da Igreja.

Sínodo de Soissons da Igreja da Nêustria (744).

S. Bonifácio, bispo de Mogúncia (746) 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009