© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

 990-999: Dinamarqueses invadem a Inglaterra. Otão III e São Silvestre

 

 

  1000-1009 1010-1014 1015-1019 1020-1024 1025-1029

 

Séculos I a V  Linha do Tempo   Século XI

 Hugo Capeto (987-996)

Roberto II (o Piedoso) (996-1031)

3º Califa omíada de Córdova Hisham II, Hicham II ou Hixeme II (976-1008).  Al Mansur (Almançor), no governo (977-1002). Ditador a partir de 978

 
 

Dinastia Hsi-Hsia, na China (990).

Grande invasão dinamarquesa da Inglaterra (991)

Boleslau I, o Valente, ou Chobry, fundador e duque da Polónia (992-1025). Rei da Polónia em 1025.

Primeiro tratado de comércio entre Veneza e Bizâncio (992).

Rudolfo III, rei da Borgonha (993-1032). Filho de Conrado, rei da Borgonha.

Os eslavos reconquistam o Brandeburgo (993).

Svend na Inglaterra (994).

Capital do Japão passa de Nara para Heiankyo (capital da paz), ou Kyoto (capital em japonês). Continua a ser construída segundo o modelo chinês, quando os imperadores reinam, mas não governam. Com efeito, o Mikado é uma caixa vazia, cuja chave o clã dos Fujiwara vai guardando.

Henrique I de Babenberg (994-1018).

Introdução do cristianismo na Noruega (995).

Unificada a Boémia (995).

Búlgaros expulsos da Grécia (996).

Basílio II toma medidas contra a feudalização do Império Bizantino (996).

 

Morte de Hugo Capeto. Sucede-lhe Roberto, o Piedoso ou o Pio, rei de França (996-1031). Casa com Berta da Borgonha. Pai de Henrique I.

Otão III faz uma intervenção em Itália. Promove a eleição do papa Gregório V, seu primo, e este retribui, sagrando-o imperador (21 de Maio de 996).

Há-de estabelecer a capital em Roma e sonhar com a renovatio imperii Romanorum. Iniciada a dinastia dos Sálios, de origem franca.

Sefan I ou Santo Estevão, rei da Hungria (975-1038). Príncipe desde 1 de Fevereiro de 997. Rei desde 25 de Dezembro de 1000. Morre em 15 de Agosto de 1038. Húngaros convertem-se ao catolicismo.

Revolta em Roma contra Otão III (997). 

Nova expedição a Itália de Otão III (998). É decapitado nas ameias do Castelo d S. Ângelo o patrício Crescêncio que tentava governar Roma como o senador Albérico.

Promove a eleição do novo papa Silvestre II (2 de Abril de 999).

Otão III fixa a capital dos seus territórios em Roma, unificando as administrações (999). Desinteressa-se dos negócios alemães.

Húngaros invadem a Baviera (999) 
Gonçalo Mendes reconcilia-se com Bermudo II e passa a exercer o cargo de alferes régio (993-995)

Garcia Sanchez II, el Temblón (994-1000), rei de Navarra.

Sancho Garcia (995-1017)

Massacre de mercadores de Amalfi, no Cairo (996).

Incursão muçulmana  do Almançor contra Santiago de Compostela, destruindo a catedral (997). A cidade de leão é destruída.

Afonso V, el Noble (999-1027)

Almançor lança campanhas contra Santiago de Compostela (997) e Pamplona (999). A campanha é apoiada pelos filhos do conde de Coimbra.

Referências à morte de Mumadona Dias. 
Primeira Paz de Deus, em Narbonne (990).

 

Nascimento de Ibn Hazm (993), poeta e teólogo andaluz: apologia da interpretação literal do Corão e da tradição.

 

Papa Gregório V (o alemão Bruno da Caríntia) (996-999).

 

Antipapa João XVI (997-998).

 

Papa Silvestre II (999-1003). O monge Gerbert, o primeiro papa francês.

Papa introduz a numeração Árabe no ocidente (999). O mesmo já tinha inventado o relógio de pesos, substituto da clepsidra em 991.

 

 
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009