© José Adelino Maltez, Crónica do Pensamento Político, editada em Dili, na ilha do nascer do sol, finais de 2008

 

 

Carlos V

   
   
Carlos V, sucedera ao pai como Arquiduque da Borgonha em 1506 e tornar-se-á Imperador apenas em 1519, sucedendo ao avô, Maximiliano, depois de disputar a eleição com Francisco I de França. Com ele, a Espanha vai liderar um processo de predominância no contexto europeu, com sucessivos confrontos com outras potências. Segue-se-lhe Filipe II, que, herda os domínios dos Países Baixos e do restante círculo da Borgonha e da Itália, acrescentendo-lhe, a partir de 1580, Portugal.

Este neto e imediato sucessor do reis Católicos concretiza assim a entidade espanhola. Nesta data, morreu o seu avô, Fernando II, de Aragão, a quem sucede no trono. Já em Castela, a formal rainha era a mãe de Carlos V, Joana a Louca, desde 1504, após o falecimento de Isabel a Católica. Mas Joana renunciara a favor do filho, vindo apenas a falecer em 1555. Carlos V, sucedera ao pai como Arquiduque da Borgonha em 1506 e tornar-se-á Imperador apenas em 1519, sucedendo ao avô, Maximiliano, depois de disputar a eleição com Francisco I de França. Com ele, a Espanha vai liderar um processo de predominância no contexto europeu, com sucessivos confrontos com outras potências. Segue-se-lhe Filipe II, que, herda os domínios dos Países Baixos e do restante círculo da Borgonha e da Itália, acrescentendo-lhe, a partir de 1580, Portugal.

Do avô paterno, Maxiiliano, recebe a Áustria. Da avó paterna, Maria da Borgonha, os Países Baixos. Do avô materno, Aragão e as Duas Sicílias. Da avó materna, Castela e as suas possessões ultrmarinas. E depois da morte de Luís II, faz acrescer ao bolo, os reinos da Hungria e da Boémia. 
Espanha O nome da encruzilhada é Carlos V, neto e imediato sucessor do reis Católicos, que concretiza a entidade espanhola a partir de 1516.

 

Nesta data, morreu o seu avô, Fernando II, de Aragão, sucedendo-lhe no trono. Já em Castela, a formal rainha era a mãe de Carlos V, Joana a Louca, desde 1504, após o falecimento de Isabel a Católica. Mas Joana renunciara a favor do filho, vindo apenas a falecer em 1555.

 

Morte de Fernando de Aragão (25 de Janeiro).

Joana* torna-se rainha de Aragão, mas o governo e a administração geral do reino são confiados ao filho, como Carlos I (Março). Poucos meses depois, já assina com o título de rei, numa decisão ratificada pelas Cortes.

Carlos V sucede ao avô Fernando de Aragão e funda o reino de Espanha. Regência do cardeal Cisneros (1516-1517).

 

Carlos V, em 28 de Junho de 1519, é eleito imperador, assumindo-se como Carolus semper Augustus orbis dominus. O seu chanceler, Marcurino Gattinara, não se rogou em proclamar: já que Deus vos concedeu a graça imensa de ser elevado acima de todos os reis e príncipes da cristandade, a uma autoridade e dominação de que, até agora, só o vosso antecessor Carlos magno teve um antegozo, estais em caminho para a monarquia mundial, para a reunião da cristandade sob um pastor
 

© Editado por José Adelino Maltez em Dili, Universidade Nacional de Timor Leste, ano de 2008

 

Última revisão:15-02-2009