Argentina

A procura da tal terceira via vai ser uma constante na segunda metade do século XX. O romantismo fascista que persiste vai dizer que não é da esquerda (comunista e pró-soviética) nem da direita (capitalista e pró-americana). A esquerda que se liberta da disciplina dos PCs, como a de Merleau-Ponty, procura também uma terceira via de humanismo socialista que se alcunha de novo liberalismo. Os descendentes da Primavera de Praga, como Ota Sik, proclamam, identicamnete, uma Terceira Via, para além do capitalismo e do comunismo. Não tardará que, a partir de Londres, com o new Labour de Tony Blair, em nome das teorias de Anthony Giddens, se procure dar esse nome à nova social-democracia do virar do milénio.

Contudo, na prática, o peronismo é outro. Recebe em Abril de 1946 uma missão comercial soviética e estabelece relações diplomáticas com Moscovo, mas em 2 de Agosto já declara que estaria sempre "no campo dos Estados Unidos", salientando que "o comunismo é um grande perigo que ameaça todas as democracias ocidentais". Reivindica em1948 as Falklands, no mesmo ano em que, a propósito do Bloqueio de Berlim, o seu ministro dos estrangeiros, Bramulguia, na ONU, ainda tenta servir de ponte entre o Leste e o Oeste, mas logo o substitui, em Agosto de 1949, por Jesus Paz, iniciando uma ampla ligação à Espanha de Franco.

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: