1947
 

Julho
Plano Marshall apoiado por comunistas ocidentais

 

 

Referendo em Espanha sobre a lei da sucessão; 12 milhões de votos favoráveis, contra 650 000 não (6 de Julho)

Britânicos não deixam desembarcar na Palestina os refugiados que eram transportados no navio Exodus (18 de Julho)

Prisão do presidente do Partido Nacional Camponês da Roménia (25 de Julho)

Secretário-geral do PCI, Palmiro Togliatti*, dá apoio ao Plano Marshall (7 de Julho)

Reunião em Paris de 16 Estados europeus sobre o discurso de Marshall (12 de Julho a 22 de Setembro)

URSS recusa Plano Marshall (2 de Julho)

Conselho de Ministros analisa a revolta e a agitação da Faculdade de Medicina de Lisboa, de acordo com as investigações policiais (14 de Julho). Prisão de dezenas de oficiais e políticos da oposição. São reformados  Cabeçadas; capitão Pires de Matos, general Marques Godinho, brigadeiro Vasco de Carvalho (monárquicos, especialista em estratégia, que comentara as acções de guerra no Diário de Notícias), brigadeiro Eduardo Martins; brigadeiro Sousa Maia, coronel Mendes de Magalhães, coronel Luís Tadeu, coronel Afonso dos Santos, capitão Marques Repas, tenente José Gaita. Entre os 26 professores universitários aposentados ou demitidos: Mário Silva, Francisco Pulido Valente, Fernando da Fonseca, Cascais Anciães, Flávio Resende, Remy Freire, Andrée Crabée da Rocha, Luís Dias Amado. Quatro deles acabem por ser readmitidos (Celestino da Costa, Torre da Assunção, Flávio Resende e J. Cândido de Oliveira).

 

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: