1948

Morte de Bento de Jesus Caraça e Padre Abel Varzim na oposição

Cosmopolis

© José Adelino Maltez, História do Presente, 2006

Remodelação – Em 16 de Outubro: António Júlio de Castro Fernandes (n. 1903) substitui Daniel Barbosa na economia.


Criado o Centro de Acção Popular Grupo dentro da União Nacional, ligado a Marcello Caetano, com Joaquim da Silva Cunha, Luís Quartin Graça, Gastão de Melo Matos, Maximiano Alves, Alberto de Sousa, Joaquim Lança, Horácio de Carvalho, Caetano Barcelos, Humberto Cruz e Mário de Oliveira (22 de Janeiro).

 


Os funerais de Bento de Jesus Caraça transformam-se numa importante manifestação oposicionista (27 de Junho).

 


Termina o julgamento dos 108 militantes da oposição, entre os quais o comunista Francisco Miguel que acaba por ser remetido para o Tarrafal (12 de Junho).

 


Proibido o jornal da JOC O Trabalhador, em 10 de Julho, acusado de dar guarida a literatura marxista. Tinha surgido em 1934. O respectivo director, o Padre Abel Varzim, até então pároco no Bairro Alto em Lisboa, é afastado para a paróquia rural de Cristelo, em Barcelos.

 


Salazar propõe em Conselho de Ministros a recandidatura de Carmona a presidente da Republica, apesar de terem sido aventados os nomes de Caeiro da Mata e de José Alberto dos Reis. Marcello Caetano diz querer a candidatura de Salazar a Belém, porque Carmona já contava com 23 anos na Presidência e 80 de idade (17 de Dezembro).

 


Ilegalização do MUD. Em 1 de Março de 1948 o ministro do interior comunica aos interessados o despacho de 26 de Abril do ano anterior que ilegaliza o MUD, sob a acusação de ter fortes ligações com o PCP. São presos todos os membros da Comissão Central e da Comissão Distrital de Lisboa. Contudo, mantém-se em actividade o MUDJ, que consegue escapar ao modelo de repressão.

 


Norton de Matos anuncia candidatura a Presidente da República e lança um Manifesto à Nação (9 de Julho). António Sérgio tinha apostado na do general Costa Ferreira, para fugir as algemas do reviralho e evitar os regressos ao passado. Outros apontaram para Mário Azevedo Gomes. As estruturas directivas centrais do velho PRP, através de Manuel Serras, consideravam que não podia fazer-se o jogo eleitoral do regime. Cunha Leal e o seu grupo têm desinteligências antigas com o modelo.

Polícia invade a casa de Norton de Matos, onde se realiza uma reunião preparatória da campanha. São presos vários participantes e o problema apenas é superado quando o velho general decide contactar directamente Salazar pelo telefone (Novembro).

 


Caetano, Marcello (1977): 317; Cruz, Manuel Braga da (1998): 110; Rosas, Fernando/ Brito, A. Brandão de (Dicionário do Estado Novo, II): 637; Moncada, Luís Cabral de: 203, 204, 205; Moncada, Luís Cabral de (1992): 203; Nogueira, Franco (IV): 88, 89, 97, 106, 111, 112,113, 115; Presos Políticos no Regime Fascista 1946-1948: 301 ss. (474 detidos); Queiroga, Fernando (1958/1974): 144 ss.; Soares, Mário: 141, 142; Sousa, Marcelo Rebelo de: 50 ss..

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 23-04-2009