1949

 

 

Junho
Bloqueio a Berlim

Entre vitórias eleitorais dos liberais na América e dos sociais-cristãos na Bélgica

 
 

Líbia: surge um governo autónomo da Cirenaica (1 de Junho)

A Transjordânia, depois de ocupar os territórios palestinianos, em 24 de Janeiro, passa a designar-se Reino Hachemita da Jordânia (2 de Junho).

O Sião assume o nome de Tailândia (8 de Junho)

Vitória dos liberais nas eleições do Canadá (27 de Junho). O governo de Saint-Laurent, no poder desde 1935, obtém a mais forte maioria da sua história.

Indonésia: holandeses abandonam Jacarta (29 de Junho)

A oposição liberal vence as eleições na Colômbia, mas o presidente Mariano Ospina Pérez decreta a dissolução parlamentar e o estado de sítio, surgindo uma sucessão de confrontações armadas

Eleições no Trieste; vitória dos partidos pró-italianos (12 de Junho)

Termina a conferência dos quatro grandes (20 de Junho)

Município de Berlim-Oeste reclama ser integrado na RFA (20 de Junho)

Segundas eleições gerais belgas no pós-guerra; progresso dos sociais-cristãos, que apoiavam o regresso de Leopoldo III (26 de Junho)

União Democrática Portuguesa – Em alternativa ao MND, os oposicionistas atlantistas, António Macedo, Carlos e Mário Cal Brandão e Agostinho de Sá Vieira, esboçam a constituição de uma União Democrática Portuguesa, chegando a emitir um manifesto Aos Democratas Portugueses. Os estatutos são elaborados por António Macedo e Agostinho de Sá Vieira (5 de Junho). Este grupo aproxima-se da chamada Comissão dos 24, também atlantistas, com Mário de Azevedo Gomes, Carlos Sá Cardoso, Afonso Costa filho, Lobo Vilela e Adão e Silva

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

 

Ver síntese do ano

 

 

 

 

© José Adelino Maltez, História do Presente. Última revisão em: 31-03-2009         

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 31-03-2009