Estados Unidos da América
 

 

Nos Estados Unidos, surge o anticomunismo da caça às bruxas (Novembro), protagonizada pelo senador Joseph Raymond McCharty (1908-1957).

Celebrizado por um discurso de Fevereiro de 1950, onde denuncia as inflitrações comunistas no Departamento de Estado, torna-se em1953 o líder do “Government Operations Committe” do Senado, onde explora a opinião pública, fomentando o anticomunismo, em sucessivas e mediáticas audições públicas de investigação. 

Com efeito, a política norte-americana tanto foi marcada pela decisão de Truman em desenvolver o projecto de bomba de hidrogénio (30 de Janeiro), como pelo discurso de Mcharty em Wheeling (9 de Fevereiro), denunciando a existência de 57 comunistas no Departamento de Estado. Entrava-se, efectivamente, na era da paranóia, tanto a Oeste como a Leste, com os norte-americanos a gastarem em defesa cerca de 20% do PNB e a estabelecerem um modelo de diplomacia total.

George Marshall é nomeado secretário da defesa (12 de Setembro) e o Senado vota o International Security Act contra o comunismo (23 de Setembro). Enquanto isto é criado o SHAPE (Supreme Headquarter Allied Powers in Europe), para o qual é nomeado Dwight Eisenhower (27 de Outubro), para quem as forças do bem e do mal estão unidas, armadas e opostas como poucas vezes antes na história. A liberdade opõe-se à escravidão, a luz à escuridão.

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 31-03-2009