1961
 

Março
Terrorismo em Angola e revolta dos curdos

 

 

 

Paul-Henri Spaak abandona o cargo de secretário-geral da NATO, para regressar à actividade política belga, onde assumirá, a partir de 25 de Abril, o cargo de ministro dos estrangeiros (5 de Março)

Finlândia associa-se à EFTA (15 de Março)

RFA: Strauss eleito líder da CSU (19 de Março). Encontro entre Strauss e Macmillan em Londres (22 de Março)

Libéria promove reunião do Conselho de Segurança da ONU que toma decisão contra Portugal (15 de Março)

Angola: UPA desencadeia chacinas terroristas no Uíge (15 de Março)

EUA: John Kennedy considera que a segurança de todo o Sueste asiático será posta em causa se o Laos perder a sua independência neutral (23 de Março)

Eleições legislativas na Bélgica; descida dos sociais-cristãos e subida dos comunistas e dos nacionalistas flamengos (26 de Março)

Revolta dos curdos no Iraque (Março)

Assembleia Parlamentar Europeia aceita o princípio de que a construção europeia assentará em dois pilares, a integração progressiva pela via dos tratados e a cooperação intergovernamental (7 de Março)

Hans Furler é reeleito Presidente da Assembleia parlamentar (10 de Março).

A Comissão recorre ao Tribunal de Justiça contra a Itália que havia suspendido a importação de carne de suíno, nos termos do artigo 169 do Tratado de Roma; a Itália será condenada em 19 de Dezembro (20 de Março)

Funeral de sete soldados e guardas mortos em Luanda (4 de Março). Nota da Agência Geral do Ultramar refere que o Quénia terá introduzido clandestinamente agitadores em Angola (11 de Março). Vive-se um ambiente de alta tensão, com os muceques em revolta e durante a noite, milhares de vozes vão cantando: Angola é nossa! Vão-se embora! Branco, vai-te embora! Angola é nossa!

Terrorismo da UPA – Vagas terroristas invadem o norte de Angola, sob o comando da UPA. Imprensa metropolitana relata os acontecimentos (17 de Março).

O Ministro do Ultramar Vasco Lopes Alves parte para Luanda em 24 de Março e regressa em 4 de Abril e tem entrevista com Américo Tomás, manifestando pessimismo quanto à situação no território. Segundo Pompílio da Cruz, no primeiro embate, quase mil e quinhentos brancos, cerca de três mil negros, pagaram com a vida o direito de quererem continuar portugueses. Enviadas algumas unidades para-quedistas, mas só em Abril chegam as primeira tropas no navio Niassa, comandadas pelo tenente-coronel Sacadura Cabral..

Conselho de Segurança inscreve a questão na agenda (10 de Março). Votação do Conselho de Segurança da ONU. USA e URSS aparecem juntos contra a posição portuguesa (dias 14 e 15 de Março). Manifestações salazaristas protestam junto da chancelaria dos Estados Unidos contra a posição de Washington na ONU (27 de Março).

Comunistas Álvaro Cunhal é eleito secretário-geral do PCP, ocupando um lugar vago desde a morte de Bento Gonçalves. Apresenta o relatório: O desvio de direita nos anos1956-1959 (31 de Março)

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: