1961
 

Novembro
U Thant na ONU

 


 

U Thant, secretário-geral interino da ONU, depois de acidente aéreo que vitimou Dag Hammarskjold no Congo (3 de Novembro)

Na RFA, Adenauer é reeleito chanceler, em coligação com o FDP, com a condição de não manter-se durante toda a legislatura; mantêm-se Erhard na economia e Strauss na defesa; nos estrangeiros, Von Brentano é substituído por Gehrard Schroder (7 de Novembro)

No Equador, há um golpe militar (7 de Novembro), que substitui o presidente José Maria Velasco, pelo vice-presidente Carlos Arosemena.

Assembleia Plenária do Conselho Mundial das Igrejas em Nova Delhi (19 Novembro)

Afastados políticos finlandeses hostis à URSS (25 de Novembro)

A França apresenta aos seus parceiros o chamado Plano Fouchet instituindo uma união de Estados indissolúvel, gozando de personalidade jurídica e fundada no respeito pela personalidade dos povos e dos Estados membros (2 de Novembro)

Abertura oficial de negociações entre o Reino Unido e a CEE (8-9 de Novembro)

Realização, em Estrasburgo, França, de um colóquio das instituições da Comunidade Económica Europeia. São debatidos os temas da transição da primeira para a segunda fase do Mercado Comum e a associação com os territórios ultramarinos (20 e 21 de Novembro).

Mário Soares é preso (4 de Novembro). Após várias exposições a Américo Tomás, a oposição, que teve um encontro em 28 de Outubro em Coimbra, anuncia a desistência (8 de Novembro). Salazar faz um discurso na Emissora Nacional intitulado Apelo ao Povo (9 de Novembro).

60ª Eleição da Assembleia Nacional (12 de Novembro). Há 816 965 votantes. Das listas da União Nacional saem quase todos os marcelistas, à excepção de José Guilherme de Melo e Castro e Vargas Moniz. Para a presidência, Mário de Figueiredo substitui Albino dos Reis o tal que recomendava toda a gente a toda a gente. Para líder e Vice-Presidente, Soares da Fonseca. Os marcelistas passam a estar encrespados e, neste sentido, Manuel José Homem de Melo, que Marcello Caetano, mais tarde, há-de desconsiderar, acusando-o de corrupção, promove várias reuniões na Quinta da Aguieira, com o apoio de Albino dos Reis, que tinha vindo do partido de Cunha Leal.

Latadas de Coimbra – Nas tradicionais latadas, quase todos os cartazes são jocosamente anti-salazaristas (Novembro). Presos cerca de 50 estudantes. Assembleia Magna em 12 de Janeiro de 1962, solidariza-se com os protestos.

Turbulências e conspirações – O oposicionista Palma Inácio desvia um avião da TAP que faz a carreira Casablanca-Lisboa (10 de Novembro). Sobrevoando a capital portuguesa, lança panfletos assinados por Galvão e Delgado em nome da DRIL. Neste dia, cai um avião militar no sul de Angola, morrendo o general Silva Freire e outros 10 elementos militares. Manifestação oposicionista em Almada. Morte de Cândido Capilé (11 de Novembro).

 

 O militante comunista José Dias Coelho (1923-1961) é morto por agentes da PIDE em Alcântara no dia 16 de Novembro. Segundo a versão dos comunistas trata-se de um assassínio. Segundo a polícia política, de mero acidente.

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: