Brasil1961
 

 

No Brasil, Jânio Quadros, que restabelecera relações com a URSS (25 de Julho) abandona inesperadamente a presidência (25 de Agosto), acusado de pró-castrita, onde é substituído pelo seu vice, João Goulart (de 31 de Janeiro de 1961 a 1 de Agosto de 1964), entrando-se, depois, num regime parlamentarista (8 de Setembro de 1961), com um vice-presidente do Conselho.

Até 12 de Julho de 1962 estas funções são exercidas por Tancredo Neves, a que se vão seguir Brochado da Rocha (até 18 de Setembro de 1962) e Hermes Lima (até 24 de Janeiro de 1963).

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: