1962
 

Abril
Pompidou, Heath e Fouchet

 

 

Referendo em França aprova os Acordos de Evian (8 de Abril). Georges Pompidou, Primeiro Ministro francês, substitui Michel Debré (14 Abril)

Conselho aprova regulamentos e decisões que permitem efectivar a política agrícola comum (2-4 de Abril)

Edward Heath, ministro britânico responsável pelas negociações com os seis, declara em Londres, numa reunião da UEO; que a Grã-Bretanha está disposta a participar plenamente no Mercado Comum, tanto no plano económico como no plano político; pede oficialmente que o Reino União seja convidado a participar nas negociações sobre a união política (10 de Abril)

Numa reunião de ministros dos estrangeiros dos seis, rejeitado o Plano Fouchet proposto pela França; a Bélgica e os Países Baixos fizeram depender o estabelecimento da união política da adesão britânica, bloqueando os trabalhos da comissão Fouchet; no dia 19, Paul-Henri Spaak, numa entrevista a Le Soir declara que é um erro dizer que a Bélgica e os Países Baixos impediram a assinatura do tratado, não tendo os Seis ainda chegado a acordo sobre o respectivo conteúdo (17 de Abril)

Noruega pede adesão à CEE (30 Abril)

Revolta estudantil a partir de 6 de Abril, quando começa uma greve em Lisboa. Os incidentes desenrolam-se ao longo do ano, sendo particularmente zurzido o ministro da educação Lopes de Almeida. Logo em 9 de Março realiza-se em Coimbra o I Encontro Nacional de Estudantes, apesar de proibido, criando-se o Secretariado Nacional dos Estudantes Portugueses. O Dia do Estudante, marcado e autorizado para 24 de Março, é subitamente proibido, três dias antes, pelo ministro da educação. O processo estende-se a Coimbra. Face à proibição as Academias de Lisboa e de Coimbra decretam luto académico. As autoridades, tentando a conciliação, autorizam que tais comemorações decorram nos dias 7 e 8 de Abril, mas no dia 5 surge nova proibição governamental, levando à demissão do próprio reitor da Universidade de Lisboa, Marcello Caetano. É o mais importante movimento de subversão estudantil depois das greves de 1927 e de 1930.

Incidentes em Aljustrel em 30 de Abril: dois mortos e quatro feridos.

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: