1962
 

Junho
Oposição ao gaullismo assume bandeira europeísta

 

 

Debate na Assembleia Nacional francesa sobre política externa; surge uma oposição europeia, reunindo 296 deputados (13 de Junho)

Brasil revalida o título de campeão mundial de futebol, no Chile

Frelimo – Sob o impulso de Eduardo Mondlane, doutor em Antropologia e Sociologia na Northwestern University, Evanston, Illinois, e investigador da ONU a partir de Maio de 1957, é fundada a FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique), em Dar-es-Salam (Tanzânia), a 25 de Junho de 1962.

Mondlane, que estabelecera íntimas relações com Adriano Moreira nos anos cinquenta, em Nova Iorque, quando ajudava a delegação portuguesa da ONU a compreender o nascente terceiro-mundismo, visitara Moçambique no ano anterior e Adriano tê-lo-á até convidado para professor na Escola Colonial.

Dez de Junho – Realizam-se pela primeira vez as cerimónias militares no Terreiro do Paço, de homenagem aos mortos na guerra. E começam com um discurso do general Câmara Pina, onde se proclama que o Exército é o último quadrado que nas crises graves defende o destino e a consciência da nação. Em 27 de Agosto já se promove em Lisboa uma manifestação de apoio à política ultramarina do governo, depois de, em Julho a Etiópia ter cortado as relações diplomáticas com Portugal. O nosso tradicional aliado, desde o tempo de Prestes João, tinha que cumprir os desígnios da mitificada unidade africana.

 

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: