1962
 

Setembro
108 Estados na ONU e de
Gaulle na RFA

 

Trindade e Tobago tornam-se independentes (1 de Setembro)

Abertura da 17ª Assembleia Geral da ONU, com 108 Estados (18 de Setembro)

Proclamação da República Democrática e Popular da Argélia (25 de Setembro). Admitida na ONU no dia 8 de Outubro seguinte.

No Iémene do Norte, independente desde 1918 e admitido na ONU em 1947, um golpe de Estado, de inspiração nasseriana, liderado por Abdulah Al-Salal, derruba o imã (27 de Setembro) e instaura a República Árabe do Iémene. Segue-se, até 31-08-1967, um guerra civil, com enfrentamento entre grupos republicanos, apoiados por um corpo expedicionário egípcio, em nome a formal pertença do território à República Árabe Unida, e grupos monárquicos, subsidiados pela Arábia Saudita. Com a retirada das tropas de Nasser, manteve-se a república, mas subiu ao poder o cadi Iriani, mantendo-se a guerra civil até Dezembro de 1970. Iriani apenas será derrubado em 13-06-1974.

Entra em vigor primeiro regulamento sobre a livre circulação de trabalhadores na CEE (1 de Setembro)

De Gaulle faz uma visita quase triunfal à RFA; num discurso perante oficiais alemães, proclama ontem, tínhamos o dever de ser inimigos, hoje temos o direito de ser irmãos (4 a 12 de Setembro)

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

 

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: