1963
 

Janeiro
De Gaulle entre o tratado do Eliseu e o veto aos britânicos

 


 

Assassinado o presidente do Togo Sylvanus Olympio (13 de Janeiro)

França: Charles de Gaule, em conferência de imprensa, veta entrada do Reino Unido na CEE bem como a criação de uma força de dissuasão multilateral; a França propôs que o Reino Unido obtivesse apenas o estatuto de membro associado da CEE; as negociações foram adiadas sine die ( 14 Janeiro). Trata-se, sobretudo, de uma revolta contra o acordo obtido em Nassau, na conferência entre Kennedy e MacMillan, entre 18 e 21 de Dezembro de 1962. De Gaulle proclama então que a França tem que ter a sua própria política de defesa nacional.

Tratado de Amizade e Cooperação entre a França e a RFA, o Tratado do Eliseu, na sequência de uma visita de Adenauer a Paris (21 e 22 de Janeiro). Lançadas as bases de um directório franco-alemão para o comando do processo de integração

Quinto alargamento contingentário para os produtos agrícolas liberalizados (1 de Janeiro)

São formalmente suspensas sine die as negociações entre a CEE e Reino Unido (29 de Janeiro)

Segunda infiltração militar do PAIGC na Guiné-Bissau; a primeira fora em Dezembro de 1962 (29 de Janeiro)

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro
     

 

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: