1966
 

Julho
Mao e os guardas vermelhos

 

 

René Barrientos é eleito presidente da Bolívia (3 de Julho). Tinha subido ao poder por golpe de Estado de Novembro de 1964.

Aviação israelita bombardeia a Síria (14 de Julho). Os combates aéreos prosseguem durante o mês de Agosto.

Vietname do Norte decide mobilizar os reservistas (17 de Julho)

China: Mao regressa a Pequim depois do passeio a nado de 15 Km no Iansequião (Julho). Há uma primeira reunião de guardas vermelhos, diante de Mao e de Lin Piao (18 de Julho)

Nigéria, que se transforma em república federal em1963, será liderada por Nnamdi Azikiwe, da etnia ibo, até ao golpe militar de Janeiro de 1966, liderado por outro ibo, Aguiyi Ironsi, logo derrubado em 29 de Julho de 1966, pelo coronel Yacubu Gowon, de uma tribo cristã do norte, com o massacre de cerca de 30 000 ibos. A colonização britânica sempre havia favorecido os haoussas do Norte, pelo que os primeiros grupos autonomistas surgem entre os ibos, com a criação do National Council of Nigeria, em 1944, e os youroubis, com a criação do Action Group em1945. Entre os haoussas só em1949 é que surge o Northern People’s Congress em1949. Os britânicos foram concedendo autonomia ao território de forma gradual, transformando a colónia em federação no ano de 1954 e criando um cergo de primeiro-ministro em1957, logo entregue aos haoussas. A independência continuou naturalmente este processo, até1963.

 

CEE: acordo dos Seis sobre a liberdade de circulação de produtos agrícolas a partir de 1 de Julho de 1968 (24 de Julho).

Os magriços de Inglaterra – A selecção portuguesa de futebol, os magriços, fica em 3º lugar no campeonato do Mundo realizado em Londres. O moçambicano Eusébio é então considerado o melhor jogador do mundo. A equipa começa com a vitória face à Hungria (12 de Julho), e termina com outra diante da URSS (29 de Julho), mas não alcança a vitória das vitórias, depois de, nas meias-finais, ter perdido, à tangente, com a selecção anfitriã. A final realiza-se no dia 30, com vitória da Inglaterra face à Alemanha. Integram a selecção, treinada pelo brasileiro Otto Glória, os moçambicanos Hilário, Coluna, o capitão, e Eusébio, bem como o angolano Vicente. A espinha dorsal da equipa é o Benfica, que também mobiliza jogadores como Germano, Coluna, José Augusto, Eusébio, Torres e Simões. Do Sporting, vêm Carvalho, Morais, Hilário e Alexandre Baptista. Do Belenenses, José Pereira e Vicente. Do Futebol Clube do Porto, Festas. Do Vitória de Setúbal, Jaime Graça.

 

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

 

 

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: