1971
 

Julho
Kissinger em Pequim

 

Visitas de Kissinger a Pequim (Julho e Outubro).

No dia 15 de Julho, Nixon anuncia que a China tem conhecimento do seu desejo de visitar a República Popular e que acabara de aceitar um convite para o efeito

Spiro Agnew em Lisboa (26 a 28 de Julho)

Voltam os confrontos entre as forças armadas jordanas e os fedayin. Hussein proíbe que a resistência palestiniana continue instalada no país (17 de Julho). Os comandos palestinianos passam para a Síria e, principalmente, para o Líbano.

Parlamento do Chile vota por unanimidade a nacionalização do cobre (11 de Julho). Em 13 de Agosto agravam-se as relações com Washington que corta os créditos concedidos ao país.

Tentativa de golpe de Estado em Marrocos (10 de Julho). O golpe de Skhirat, promovido pelo general Medbouh, chefe da casa militar do rei, com cerca de duas centenas de mortos, entre os quais vários ministros e o embaixador belga. Serão fuzilados, no dia 13, 10 oficiais, entre os quais dois generais.

Tentativa frustrada de golpe de Estado comunista no Sudão (22 de Julho)

William Tolbert assume a presidência da Libéria em 23 de Julho, depois da morte do seu antecessor, William Tubman, no poder desde 1944.

 

A Itália assume a Presidência do Conselho das Comunidades Europeias (1 de Julho)

Explosão no paiol da Escola Prática de Cavalaria em Santarém (17 de Julho).

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: