1973
 

Maio
A ilusão da Polisario

 

 

Governo holandês dirigido por Joop Den Uyl do PVDA, o partido do trabalho (Maio)

Brejnev visita a RFA (10 de Maio)

De Valera, com 91 anos, retira-se da presidência do Eire (30 de Maio)

Criada a Frente Polisario (10 de Maio). A Frente Popular de Libertação de Saguiat el-Hamra e do Rio do Ouro que pretende a independência de um território, feito província de Espanha desde 1958

Congresso da ANP. Em Maio, o renovado partido único do regime realiza um Congresso em Tomar, onde se destaca o sentido organizacional do ministro Silva Pinto, defendendo a inclusão do movimento no centro. Também se ouve atentamente o discurso do ministro da educação, Veiga Simão. Os dois, alguns anos volvidos, assumir-se-ão como militantes do Partido Socialista. O primeiro, depois de passar pelo CDS e pelo eanismo; o segundo, após servir de ligação entre Spínola e Mário Soares e com forte aliança ao processo de sobrevivência de Adriano Moreira. Com efeito, depois da deserção da ala liberal e da SEDES, Marcello Caetano tenta gerar novos grupos de apoio, aproximando-se dos que circulam no ministério das corporações e no ministério da educação. E, nos gabinetes de peritos apoiantes desses ministérios, circulam personalidades como Maria de Lurdes Pintasilgo, Fraústo da Silva, Amaro da Costa, Freitas do Amaral e Roberto Carneiro.

Oposição armada –   Incidentes em Lisboa nas comemorações proibidas do dia do trabalhador, deflagrando uma bomba no ministério das corporações Há abundante distribuição de panfletos (1 de Maio).

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

 

Ver síntese do ano

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: