1999
 

Dezembro
Putine, o novo senhor de Kremlin

 

 

Vitória de Vladimir Putine nas eleições legislativas na Rússia (19 de Dezembro). Ieltsine cede o seu lugar a Putine. O respectivo mandato apenas terminava na Primavera de 2000.

 

Em 24 de Dezembro de 1999, um golpe de Estado militar, o primeiro na história da Costa do Marfim, depõe o Presidente Henri Konan Bédié, que ganhara as eleições de 1995, logo substituído por um Comité Nacional de Salvação Pública, encabeçado pelo general Robert Guéi. O argumento utilizado foi o da corrupção, que tem no Partido Democrático da Costa do Marfim (PDCM), que desde a independência dominou o sistema político, o seu maior expoente, ao instalar um sistema de tráfico de influências que se estendeu a todo o funcionalismo público. As eleições presidenciais de 22 de Outubro de 2000, convocadas pela junta militar, foram vencidas por Laurent Gbagbo, líder da Frente Popular Marfinense (membro da Internacional Socialista), opositores tradicionais do anterior Chefe de Estado Houphouët-Boigny e do PDCM. As primeiras eleições democráticas realizaram-se em 1990, das quais sai vencedor Boigny e, após a sua morte, sucede-lhe, como previsto na Constituição, o Presidente da Assembleia Nacional.

 

Conselho Europeu de Helsínquia decide abrir negociações para a adesão com seis novos Estados, lançando ao mesmo tempo um projecto de política de defesa comum, enquanto criam uma força de reacção europeia para operações de manutenção de paz Decide igualmente convocar para Fevereiro de 2000 uma Conferência Intergovernamental para a revisão dos Tratados (10 e 11 de Dezembro)

Realiza-se em Washington a cimeira União Europeia-Estados Unidos. São adoptadas declarações conjuntas sobre o Sudeste da Europa, sobre a Chechénia, sobre a dimensão setentrional da Europa, sobre as armas ligeiras e sobre a Organização Mundial do Comércio (OMC). Nesta última declaração, as duas partes comprometem-se a prosseguir esforços com vista ao lançamento de um novo ciclo de negociações comerciais multilaterais abrangentes, salientando a necessidade de tornar os trabalhos da OMC mais transparentes e as negociações mais atractivas para os países em vias de desenvolvimento. Ambas as partes decidem igualmente reforçar a sua cooperação em matéria, nomeadamente, de Justiça e Assuntos Internos, bem como de biotecnologia (17 de Dezembro)

Entrega de Macau à soberania chinesa, com Rocha Vieira, o último governador, a embrulhar a bandeira do último posto do império português no além-mar. Apenas na Ceuta espanhola continuará o sinal das quinas lusitanas, que aí se mantêm desde 1415 (20 de Dezembro). Um importante lote daquela geração de políticos que, rapidamente e em força, promovera a chamada descolonização exemplar, assiste comovidamente à cerimónia, depois dos fumos corruptores do território terem servido durante quase um quarto de século como uma das principais bases de financiamento da nossa hipócrita classe política, quase toda ela enredada pela nova árvore das patacas.

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: