1999
 

Março
Prodi apontado como sucessor de Santer em Bruxelas

 

 

 

Polónia, República Checa e Hungria aderem à NATO (12 de Março), na véspera do cinquentenário da organização (23 a 25 de Abril) que, então, adopta um novo conceito estratégico. George Robertson é nomeado secretário-geral da NATO (4 de Agosto). O respectivo antecessor, o espanhol Javier Solana passa a Alto-Representante para a PESC (25 de Novembro), acumulando com as funções de secretário-geral da UEO, desde 18 de Outubro de 1999.

NATO começa os bombardeamentos à Sérvia (24 de Março). Em 7 de Maio é bombardeada a embaixada chinesa em Belgrado. Depois de onze semanas de ataques, a Sérvia, em 9 de Junho, concorda com a retirada do Kosovo.

Demissão colectiva da Comissão na sequência do relatório do Comité de Peritos Independentes sobre as acusações relativas a fraude, má gestão e nepotismo na Comissão Europeia (15 de Março).

Um Conselho Europeu extraordinário reúne-se em Berlim. Chega-se a um acordo global sobre a Agenda 2000 e solicita-se a Romano Prodi que aceite a presidência da nova Comissão Europeia. Adoptam-se duas declarações sobre o Kosovo. São ainda adoptadas declarações relativas ao processo de paz no Médio Oriente e ao alargamento e é aprovada a conclusão de um acordo de comércio e de cooperação com a África do Sul (24 e 25 de Março)

 

Janeiro Fevereiro Março
Abril Maio Junho
Julho Agosto Setembro
Outubro Novembro Dezembro

Ver síntese do ano

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: