Dulles, John Foster
1888-1958

 

 

Advogado, especialista em direito internacional. Membro do Partido Republicano, de origens puritanas. Representante dos Estados Unidos na ONU de 1945 a1948. Negociador do tratado de paz com o Japão de 1951. Secretário de Estado de Eisenhower desde Novembro de 1952. Demite-se em Abril de 1959 por razões de doença. Um dos apoiantes da construção europeia. Como dele diz Adenauer, nunca mentimos um ao outro e sempre actuámos de acordo com as virtudes cristãs, em nome de exigências morais. Altera a doutrina Truman, do containment, inspirada por George Kennan, assumindo o roll back, uma perspectiva mais ofensiva face ao comunismo. Apesar disso, acabou por ser mais prudente que a anterior administração democrática, nomeadamente quando não apoiou a França na sua luta contra os comunistas do Vietname. Do mesmo modo, opôs-se a intervenção franco-britânica no Suez e deixou que Moscovo esmagasse a revolta húngara de 1956.

Em Outubro de 1953 apresenta perante o Conselho Nacional de Segurança nova doutrina de luta contra o sovietismo, marcada pela deterrence (dissuasão), pelas massives retaliations (retaliação maciça) e pelo no shelting (não aos santuários). Na altura, os norte-americanos ainda tinham superioridade nuclear, dado que a URSS, apesar de já possuir bomba H desde Agosto de 1953, ainda não tinha possibilidade de atingir o território norte-americano. Com esta doutrina, os Estados Unidos não precisavam de mobilizar importantes forças convencionais, como ainda o tiveram de fazer na Guerra da Coreia. O modelo foi adoptado pela própria NATO em1956.

 

 

Voltar início

©  José Adelino Maltez, História do Presente (2006)

© José Adelino Maltez. Cópias autorizadas, desde que indicada a origem. Última revisão em: 19-03-2009