Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

ANO:1833


SUMÁRIO:
Destaques Cronologia Acontecimentos Bibliografia Personalidades Livros do Ano Falecimentos e Nascimentos

I – DESTAQUES

PORTUGALMUNDO

Política

· Vitória de Napier na batalha naval do Cabo de S. Vicente (Julho)

· D. Pedro instala-se em Lisboa (Julho)

· Derrota do exército miguelista (Setembro)

· Morte de Fernando VII

·

·

Ideias

· No âmbito de uma comissão encarregada de propor uma reforma da instrução pública, Alexandre Tomás de Morais Sarmento, havia proposto a junção das escolas numa única Faculdade de Ciências Morais

·

· Leroux, Pierre 1797-1871 Pensador político francês. Começa no saint-simonismo. Em 1833 no artigo De l'individualisme et du socialisme, é um dos primeiros a usar o termo socialismo, na sequência de Robert Owen.

·

 

II – CRONOLOGIA

NACIONAL

· Janeiro

12 Cândido José Xavier Dias da Silva substitui Luís Mouzinho de Albuquerque no reino;

- Loulé substitui Agostinho José Freire nos estrangeiros

- Xavier, que, antes, tinha sido condenado à morte, por integrar a invasão de Massena, tinha a astúcia e com ela a tenacidade dos ambiciosos e a impertinência própria dos caracters subalternadamente dominadores[8]

· Março

26 Louís Mouzinho de Albuquerque no reino em lugar de Cândido José Xavier.

- Palmela nos estrangeiros, em lugar de Loulé

- Silva Carvalho na marinha, em lugar de Sá Nogueira

· Abril

21 Silva Carvalho passa a acumular a fazenda e a justiça, com a saída de J. A. de Magalhães.

- Loulé nos estrangeiros, em lugar de Palmela, e na marinha, em lugar de Silva Carvalho

  • Cândido José Xavier volta ao reino, em lugar de Luís Mouzinho de Albuquerque

· Julho

3 a 5 Vitória de Napier na batalha naval do Cabo de S. Vicente

24 Terceira ocupa Lisboa sem disparar um único tiro. Cadaval havia abandonado a cidade de madrugada

25 Saldanha vence ataque miguelista ao Porto, comandado pelo general Bourmont

26 Cândido José Xavier nos estrangeiros, em lugar deLoulé

- Agostinho José Freire na marinha em lugar de Loulé

- Loulé deslocou-se a França. A Inglaterra reconhece o governo da regência e nomeia William Russell ministro em Lisboa

28 D. Pedro instala-se em Lisboa. Começa a chamada ditadura de guerreiro e reformador. Era uma tirania à antiga, semelhante à que for a de D. Miguel, com a diferença que antes tinha uma cor demagógica e agora uma cor militar-agiotai[9]Silva Carvalho na fazenda e Agostinho José Freire na guerra. E cada qual procurava um nicho para si, nas vagaturas deixadas pelos que tinham fugido para D. Miguel[10]

· Agosto

9 D. Miguel parte para Coimbra

14 Exército miguelista, depois de reunido, parte em direcção ao Sul

23 Saldanha parte do Porto em direcção a Lisboa

· Setembro

5 Derrota do exército miguelista no ataque às linhas de defesa de Lisboa

14 é instalado o Supremo Tribunal de Justiça, previsto no artigo 130º da Carta.

15 Silva Carvalho é nomeado presidente do Supremo, funções que deveria exercer depois de sair do ministério.

23 D. Maria da Glória chega a Lisboa, vinda de Paris.

· Outubro

10 Padre Marcos é nomeado presidente da Junta de Reforma Eclesiástica. Em Agosto já haviam sido expulsos os jesuítas e o núncio apostólico

15 Joaquim António de Aguiar no reino, por morte de Xavier;

- Agostinho José Freire substitui Xavier nos estrangeiros.

- Francisco Simões Margiochi, ex-presidente das Cortes vintistas, substitui Freire na marinha.

- O conde da Taipa publica uma carta a D. Pedro onde pede amnistia, levantamento dos sequestros e liberdade de imprensa. O impressor é preso e também é dada ordem de prisão para o conde, então par do reino.

· Dezembro

7 Há um protesto formal dos pares, subscrito por Terceira, Palmela, Fronteira, Loulé, Lumiares, Ficalho, Paraty, Santa Iria e Ponte de Lima.

9 Resposta negativa do ministro da justiça, Silva Carvalho[11]

- Joaquim António de Aguiar assume a pasta da justiça, em lugar de Silva Carvalho

- Bento Pereira do Carmo substitui Aguiar no reino

INTERNACIONAL

· 29 de Setembro morre Fernando VII.

· Ainda em 1833...

III - ACONTECIMENTOS DO ANO

Carlismo Movimento legitimista espanhol, surgido a partir de 1830, quando Fernando VII declarou a filha, Isabel, como sua sucessora, contra as pretensões do irmão, D. Carlos Maria Isidoro de Bourbon (1788-1855), príncipe das Astúrias, sustentado na lei sálica, então revogada. Depois da morte do primeiro, o irmão proclama-se Carlos V, provocando a guerra civil de 1833-1840. Novas guerras civis carlistas ocorrem em 1846-1849 e 1872-1876. Em 1918 surge o partido tradicionalista dirigido por Vazquez de Mella, estando particularmente em Navarra. Durante a guerra civil, organizam-se em torno da tropa de elite dos requetes que apoiam Franco, mobilizando cerca de 100 000 voluntários. Nos anos sessenta opõem-se ao franquismo sob a liderança do pretendente Xavier de Bourbon-Parma, expulso de Espanha em 1968.

Extinção da casa da índia por Decreto de 17 de Setembro de 1833, passando as respectivas competência para a Alfandega Grande de Lisboa. Em 14 de Julho de 1642, D.João IV criou o Conselho Ultramarino, com atribuições em áreas finnaceiras e administrativas, primeiro, da áfrica e da índia e , depois, de todo o ultramar, incluindo o Brasil. Retomava-se o episódico Conselho da índia dos filipes, criado em 25 de Julho de 1604, mas logo extinto em 1614.O Conselho Ultramarino vai ser extinto por Decreto de 30 de Agosto de 1833 para ser novamente recriado por Decreto de 23 de Setembro de 1851

 

IV – BIBLIOGRAFIA

AUTORES

OBRAS

BUCHEZ, Philippe

Introduction à la Science de l'Histoire

CALYLE, Thomas

Sartor Resartus

LOCKE

Two Treatises of Government

Londres, 1689. Cfr. ed. de Peter Laslett, Cambridge University Press, 1988; surgiu em 1833, em Londres, uma trad. port., de João Oliveira de Carvalho, Ensaio sobre a verdadeira origem, extensão e fim do governo civil.

MORATO, Francisco Manuel Trigoso de Aragão

Memórias de Morato Começadas a Escrever por Ele mesmo em Princípios de Janeiro de 1824 e Terminadas em 15 de Julho de 1833????? (1977 a 1826)

Coimbra, 1833.

V - PERSONALIDADES DO ANO

Leroux, Pierre 1797-1871 Pensador político francês. Começa no saint-simonismo. Em 1833 no artigo De l'individualisme et du socialisme, é um dos primeiros a usar o termo socialismo, na sequência de Robert Owen. Defensor da lei da solidariedade, visando concialiar o indivíduo e a sociedade, considerada uma lei moral do homem. Assume uma perspectiva moral e filosofista do socialismo, entendido como uma nova concepção da vida. Entende o homem como a tríade sensação-sentimento-conhecimento, considerada uma trindade psicológica. Influencia a romancista Gorge Sand e com ela funda a revista Revue Indépendante (1841). Em 1843 funda La Revue Sociale. Deputado da extrema-esquerda em 1848. No exílio até 1869.

· De l'Humanité, de son Principe et de son Avenir, 1840.

· Oeuvres, 1825-1850, Genebra, Slatkine, 1978.

Chipman, Nathaniel Um dos defensores da soberania divisível, na senda de James Madison. Considera que a ideia de soberania do Estado que é uma espécie de unidade invisível, um poder absoluto, sem fiscalização e sem limites, sofreu rectificações: a experiência demonstrou que é susceptível de divisão.

· Principles of Government, 1833.

Macarel, M. L. A. (1790-1851) Professor de direito administrativo em Paris. Muito afamado em Portugal porque uma sua obra de 1833, livro de estudo obrigatório na nossa faculdade de direito e aqui editado. Sem qualquer espécie de originalidade, consegue sintetizar as ideias dominantes do orleanismo, à maneira das conveniências de Guizot, misturando as perspectivas de Montesquieu com as de Benjamin Constant

 

élements de Droit Politique,1833, Obra que chega a ser editada em Coimbra pela própria Imprensa da universidade a partir de 1833

VI - LIVROS DO ANO

VII - FALECIMENTOS E NASCIMENTOS

FALECIMENTOS

NASCIMENTOS

ALMEIDA, Manuel de (1769-1833)

CARNEIRO, Manuel Borges (1774-1833)

DEUS Sousa Coutinho, Faustino da Madre de (m. 1833)

JACKSON, Andrew (1829-1833)

MARTíNEZ, Francisco Marina 1754-1833

BARROS, Henrique da Gama (1833-1925)

DILTHEY, Wilhelm (1833-1911)

CONSTANT, Benjamim Botelho de Magalhães (1833-1891)

NOBEL, A. B. (1833-1896)


PINTO, António Joaquim Gouveia (m. 1833)


 
© José Adelino Maltez
Todos os direitos reservados.
Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência:
Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info)
Última revisão em: 06-04-2009