Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

||Home

ANO:1858


SUMÁRIO:
Destaques Cronologia Acontecimentos Bibliografia Personalidades Livros do Ano Falecimentos e Nascimentos

I – DESTAQUES

PORTUGALMUNDO

Política

· Decreto fixa a data da abolição da escravatura (Abril)

· Eleições (Maio)

· Comício anticlerical (Dezembro)

· Morte de Rodrigo da Fonseca

·

·

·

Ideias

·

·

· Pobedonostsev, Konstantin (1827-1907) Russo. Procurador do Santo Sínodo, professor de Direito em Moscovo. Em 1858 foi adepto de reformas liberais ocidentalizantes, mas acabou por tornar-se num líder ideológico da autarcia antiocidentalista

· Tchernishevski na sua Crítica dos Preconceitos Filosófico contra a Posse Comunal (Obshina), de 1858, declara: não somos seguidores de Hegel e, muito menos, de Schelling, mas não podemos deixar de reconhecer que os dois sistemas prestaram grandes serviços à ciência com a descoberta das formas gerais pelas quais se move o progresso histórico. O resultado fundamental desta descoberta está no seguinte axioma: pela sua forma, a etapa superior do desenvolvimento é similar ao ponto de partida.

 

 

II – CRONOLOGIA

NACIONAL

· Março

26 Dissolução da Cãmara dos Deputados em 26 de Março de 1858.

· Abril

6 Marcadas as eleições

29 Decreto, fixando a data de 29 de Abril de 1878 para a extinção da escravatura. Esta data-limite será antecipada pelo decreto de 23 de Fevereiro de 1869.

- Também neste dia, D. Pedro V casava com D. Estefânia. Em 18 de Maio, a nova rainha chegava a Lisboa. Em 17 de Julho de 1859 a rainha falecia, por causa de um ataque de difteria.

 

· Maio

2 As segundas eleições realizadas durante o primeiro governo histórico, com o próprio Duque de Loulé a gerir a pasta do reino. Mantêm-se os 162 deputados. Nova vitória dos ministeriais (85%), enquanto a oposição assume uma efectiva aliança entre cartistas e miguelistas, qualificados então como os coligados, que apenas conseguem 24 deputados (15%), dois dos quais miguelistas. A título de curiosidade, refira-se que Alexandre Herculano, eleito deputado histórico por Sintra, recusa exercer o mandato e retira-se para Vale de Lobos.

5 Fomento agrícola Sai o primeiro número do Archivo Rural. Subsídios do governo a sociedades agrícolas, tendo em vista, sobretudo a horticultura.

18 D. Estefânia chega a Lisboa.

· Junho

7 Abertura do parlamento. A sessão dura até 23 de Novembro de 1859.

20 Violento artigo contra as Irmãs da Caridade é publicado em O Portuguez, órgão do partido histórico.

· Julho

- Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados propõe a livre importação de cereais.

· Agosto

2 Deputado Rodrigues Vidal defende que se facilite a cultura do arroz em Portugal.

13 Chega a Lisboa a barca Charles et George

14 As Cortes são adiadas por 58 dias, até 11 de Outubro de 1858.

- Governo é autorizado a estabelecer a livre importação dos cereais.

- Surto de febre aftosa no Norte

· Setembro

10 Autorizada a livre importação de cereais

· Outubro

- Crise na praça comercial do Porto provocada pelo excesso de vinho armazenado e sem qualidade.

- Exposição de gados no Porto.

· Novembro

5 Discurso de José Estevão

12 Tratado com a Dinamarca

· Dezembro

16 Sá da Bandeira substitui Couceiro na guerra

28 Habitantes das Caldas da Rainha dirigem-se à Câmara dos Deputados protestando contra os males provocados pela cultura do arroz

31 Comício anticlerical presidido por Alexandre Herculano.

· Ainda em 1858...

- Caminho de ferro chega à Ponte de Asseca

- Manifesta-se em Portugal a moléstia das vinhas oidium tuckeri

- Há cem máquinas de ceifar em laboração.

- Grande procura de sementes de pinheiro bravo na Administração Geral das Matas.

- Assinalada a exportação de bovinos para Inglaterra.

- Alexandre Herculano instala-se em Vale de Lobos

- Camilo Castelo Branco foge com Ana Plácido

- O monopsónio inglês na compra da cortiça é furado por um empresário português, Albergaria Freire, que instala uma fábrica de rolhas.

INTERNACIONAL

·

·

·

·

III - ACONTECIMENTOS DO ANO

IV – BIBLIOGRAFIA

AUTORES

OBRAS

AHRENS

Juristische Encyclopaedia, 1858. A partir de 1858. Enciclopédia di Direito e da Ciência Política, Fundada na Filosofia Moral.

ARAGUAIA, Visconde de

Factos do Espírito Humano

CAREY, Henri-Charles

Principles of Social Sciences, 3 vols., 1858-1859.

CARLYLE, Thomas

History of Frederick the Great 1858-1865.

COULANGES, Numa Denis Fustel de (1830-1889)

Polybe, ou la Grèce Conquise par les Romains

FERREIRA, José Dias

Anotações aos Elementos de Direito Natural do exº sr. Vicente Ferrer Neto Paiva, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1858

JANET, Paul

Histoire de la Philosophie Morale et Politique dans l’Antiquité et dans les Temps Modernes

MACHADA, Adriano de Abreu Cardoso (1829-1891)

Publica em 1858, no Instituto de Coimbra, as Prelecções de Direito Público de Ricardo Raimundo Nogueira

PROUDHON

De la Justice dans la Révolution et dans l'église. Nouveaux Principes de Philosophie Pratique

SAMPAIO, Adrião Pereira Forjaz

Economia Política

 

SILVA, Inocêncio Francisco da (1810-1876)

Dicionário Bibliográfico Português, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1977, segundo a edição de 1923 [ 1ª ed., 9 vols., 1858 - 1870] , continuada por Brito Aranha e com Aditamentos de Martinho da Fonseca.

SORINO, Luz

Utopias desmascaradas do systema liberal em Portugal ou Epitome do que entre nós tem sido este sistema, Lisboa, 1858.

V - PERSONALIDADES DO ANO

Diogo José Gonçalves de Magalhães (1811-1882) Visconde de Araguaia. Autor brasileiro. Médico por Coimbra. Professor de filosofia e diplomata, nomeadamente em Nápoles, Turim e Roma. Autor de Factos do Espírito Humano, Paris, 1858. Marcado pelo ecletismo de Victor Cousin e Malebranche, procura conciliar o sensualismo e o espiritualismo. As respectivas Obras Completas foram editadas pelo Instituto Nacional do Livro do Rio de Janeiro, a partir de 1939, com prefácio de Sérgio Buarque de Holanda. Alcântara Machado qualifica-o como um romântico arrependido.

Paul Janet (1823-1899) Professor em Estrasburgo e em Paris. Historiador francês da filosofia moral, respondendo a um concurso da Academia das Ciências Morais e Políticas de 1848. Um dos primeiros a utilizar o nome de ciência política, embora como sinónimo de filosofia oral.

· Histoire de la Philosophie Morale et Politique dans l’Antiquité et dans les Temps Modernes , 1858

· Histoire de la Science Politique, dans ses Rapports avec la Morale, Obra publicada em 1872 que constitui uma reedição da obra de 1858. Tem novas edições em 1887, 1913 e 1924.

· Saint-Simon et le Saint-Simonisme, Paris, 1878.

· Les Origines du Socialisme, Paris, 1883

 

VI - LIVROS DO ANO

VII - FALECIMENTOS E NASCIMENTOS

FALECIMENTOS

NASCIMENTOS

FONSECA Magalhães, Rodrigo da (1787-1858)

NOGUEIRA, Joaquim Félix Henriques (1825-1858)

OWEN, Robert (1771-1858)

BOAS, Franz 1858-1942

DURKHEIM, émile (1858-1917)

FERREIRA DEUSDADO, Manuel António (1858-1918)

HOBSON, John Atkinson (1858-1940)

HECK, Philipp, (1858-1943)

PANKHURST, Emmeline (1858-1928)

POTTER, Martha Beatrice (1858-1943)

ROOSEVELT, Theodor (1858-1919)

SIMMEL, Georg (1858-1918)


Image
© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 01-05-2009 © José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 01-05-2009