Respublica     Repertório Português de Ciência Política         Edição electrónica 2004

||Home

ANO:1866


SUMÁRIO:
Destaques Cronologia Acontecimentos Bibliografia Personalidades Livros do Ano Falecimentos e Nascimentos

I – DESTAQUES

PORTUGALMUNDO

Política

· Remodelação governamental (Maio)

·

·

· Prússia derrota a áustria (Julho)

·

·

Ideias

· Entre Camilo e Júlio Dinis O regime da fusão vive entre os extremos literários de duas obras de ficção publicadas em 1866: A Queda de um Anjo de Camilo Castelo Branco e As Pupilas do Senhor Reitor de Júlio Dinis, duas observações de autores nortenhos sobre a nova sociedade portuguesa. A primeira, muito cáustica face à nova classe política; a segunda, observando as boas mudanças ocorridas a nível da sociedade rural portuguesa.

·

·

·

 

II – CRONOLOGIA

NACIONAL

· Janeiro

- Mendes Leal foi eleito grão-mestre da Confederação Maçónica Portuguesa. Estava em conflito com Lobo de ávila.

· Abril

23 Isidoro Francisco Guimarães, visconde da Praia Grande de Macau, ministro da marinha, passa a acumular a pasta da guerra, por morte de Pinto da França (até 9 de Maio de 1866)

· Maio

9 Remodelação no governo. Martens Ferrão substitui Aguiar no reino José Maria Casal Ribeiro substitui José Joaquim Gomes de Castro, o conde de Castro, nos estrangeiros e obras públicas; Fontes Pereira de Melo passa a acumular a guerra

· Junho

6 Andrade Corvo nas obras públicas (até 4 de Janeiro de 1868). Casal Ribeiro mantém-se nos estrangeiros.

16 Encerra a sessão legislativa

· Dezembro

14 Andrade Corvo substitui Casal Ribeiro nos estrangeiros (até 19 de Agosto de 1867).

· Ainda em 1865...

INTERNACIONAL

· 3 de Julho Vitória da Prússia sobre a áustria

· Ainda em 1866...

 

III - ACONTECIMENTOS DO ANO

IV – BIBLIOGRAFIA

AUTORES

OBRAS

ALMEIDA, Cândido Mendes de

Direito Civil Ecclesiástico Brazileiro em suas relações com o direito canónico; Rio de Janeiro, 1866-1873, 2 tomos.

BRANCO, Camilo Castelo

Queda de um Anjo, 1866

BUCHEZ

Traité de Politique et de Science Sociale, Paris, 1866. Obra póstuma em dois volumes.1866

DINIS, Júlio

Pupilas (As) do Senhor Reitor, 1866

DOSTOIEVSKI, Fiodor (1821-1881)

Crime e castigo, 1866

V - PERSONALIDADES DO ANO

Branco, Camilo Botelho Castelo (1825-1890) 1º Visconde de Correia Botelho Desde 1885 Estuda na Escola Médico-Cirúrgica do Porto em 1844-1845 e em Coimbra, em 1845-1846. Amanuense no governo civil de Vila Real em 1847. Em 1846-1847 foi iniciado na maçonaria por Ricardo Jorge, junto de José da Silva Passos. Preso como adúltero entre 1859-1861. Casou com Ana Plácido em 1863. Participa na Questão Coimbra em 1865. Suicidou-se no dia 1 de Junho de 1890.

· A Queda de um Anjo em 1866.

· Maria da Fonte, 1884.

 

 

VI - LIVROS DO ANO

Queda (A) de um Anjo, 1866 Romance de Camilo Castelo Branco, satirizando a classe política. Para alguns, a caricatura de D. António Aires Gouveia, bispo de Betsaida (1828-1916). Na ficção, o deputado Calisto Elói de Silos e Benevides de Barbuda, morgado da Agra de Freimas, nascido em 1815 é eleito deputado com 44 anos, por Miranda do Douro, quando nas Câmaras havia três deputados legitimistas e os "liberais" estavam na oposição. Ele que era santo homem lá das serras, o anjo do fragmento paradisíaco do Portugal velho caiu (p.265). Caiu o anjo, e ficou simplesmente o homem, homem como quase todos os outros, e com mais algumas vantagens que o comum dos homens (p.265). Os miguelistas chamaram-lhe liberal e acérrimo. Respondeu: estou português do século XIX (p. 241) no rumo em que o farol da civilização alumiava com mais clara luz I(id.) Disse que escolhia o seu humilde posto nas fileiras dos governamentais, porque era figadal inimigo da desordem, e convencido estava de que a ordem só podia mantê-la o poder executivo, e não só mantê-la, senão defendê-la para consolidar as posições, obtidas contra os cobiçosos delas. Reflexionou sisudamente, e fez escola. Seguiram-se-lhe discípulos convictíssimos, que ainda agora pugnam por todos os governos, e por amor da ordem que está no poder executivo (p. 243) Depois de se enlevar nas delícias de França (p. 262) de se falagelar na ciência moderna e na leitura de livros modernos (p.262) e fechado o triénio da legislatura, foi agraciado com o título de barão de Agra de Freimas, e carta de conselho. Sondou o ânimo de alguns influentes eleitorais de Miranda para reeleger-se pelo seu círculo. Disseram-lhe que o mestre-escola lhe hostilizava a candidatura, emparceirado com o oboticário. Arranjou o barão dois hábitos de Cristo, que fez entregar com os respectivos diplomas, aos dois influentes. Na volta do correio foi-lhe asseguarada a eleição. que, de mais a mais, o Governo apoiava (p.263)

 

 

Pupilas (As) do Senhor Reitor, 1866 ä Dinis, Júlio Romance que começa a ser publicado no Jornal do Porto em 1866, saindo em volume no ano seguinte. Relata a sociedade rural portuguesa do liberalismo.

 

 

VII - FALECIMENTOS E NASCIMENTOS

FALECIMENTOS

NASCIMENTOS

KHOMIAKOV, Aleksi (1804-1866)

MIGUEL I (1802-1866)

PAIVA,Vicente Ferrer Neto (1798-1866)

ALMEIDA, António José de (1866-1929)

ANDRADE, Abel Pereira de (1866-1958)

CROCE, Benedetto (1866-1952)

FIGGIS, John Neville (n.1866)

MOREIRA JúNIOR, Manuel António (1866-1953)


Image
© José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 01-05-2009 © José Adelino Maltez. Todos os direitos reservados. Cópias autorizadas, desde que indicada a proveniência: Página profissional de José Adelino Maltez ( http://maltez.info). Última revisão em: 01-05-2009